Presidente do Inter deu várias pistas de como foi a conversa com Guerrero e seu agente

Logo: JB Filho Repórter

JB Filho Repórter

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/crop/face?h=810&image=https%3A%2F%2Fi0.wp.com%2Fjbfilhoreporter.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2021%2F05%2F2021-05-08-10-37-20.mkv.00_00_35_08.Quadro001.jpg%3Ffit%3D1920%252C1080%26ssl%3D1&q=25&w=1080

O presidente Alessandro deu uma entrevista muito interessante para o Thaigor Janke, meu colega de Bandeirantes. O assunto principal foi Paolo Guerrero.

Fiz aqui um resumo do que o presidente disse:

  • Começou respondendo que uma das tarefas mais difíceis do futebol nem é tanto o aspecto tático e técnico e sim fazer a gestão de pessoas.
  • Contou que, na conversa com o jogador e seu empresário, ambos recolocaram as questões como não sendo aquelas que foram ditas na nota.
  • Lembrou que o Internacional, em momento algum, tratou esse tema de forma pública. Tratou com eles internamente.
  • O desejo do atleta é de permanecer e cumprir seu contrato até dezembro. Então, o Inter vai continuar com a relação com o atleta.
  • Alessandro considera normal que um atleta, neste momento da vida, em uma lesão, levante algumas questões. O que não é normal é falar sobre o Internacional, sobre a gestão, porque o clube é muito maior que todos.
  • O atleta, de forma muito tranquila, reposicionou sua versão, publicamente, através da nota que foi feita em conjunto. Portanto, o Inter tá tratando isso como “página virada” e agora o foco é na sua recuperação.
  • Essa é uma posição que não dá pra abrir mão, comando do ataque é fundamental e qualquer time do futebol Sul-Americano gostaria de ter Paolo Guerrero no seu plantel.
  • Guerrero disse olho no olho que terá compromisso com o Inter.
  • O presidente não quis confirmar se Guerrero e seu empresário pediram desculpas para os dirigentes. Ao ser questionado sobre isso, Alessandro desconversou e foi pela linha que a preocupação dele é maior, que a direção tá pensando no todo e as coisas que são feitas internamente ficam lá dentro. Todos tem que saber que o Internacional é maior que todos, que o coletivo será maior, independente de quem seja o atleta.
  • As pessoas que estão no Internacional tem que ser como o Taison, que abriu parte de boa parte do que recebia na Ucrânia para fazer parte de um grupo vencedor.
  • Ninguém falou em renovação porque o contrato é até dezembro. Tem tempo para tratar disso. A renovação vai ser tratada quando a direção entender ser o momento adequado.
Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/resize?fit=max&h=728&image=https%3A%2F%2Fi0.wp.com%2Fjbfilhoreporter.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2021%2F05%2Fguerrero-1.jpg%3Fw%3D943%26ssl%3D1&q=25&w=1080

Aqui o trecho do presidente no Donos da Bola, da Band:

Saiba mais sobre o veículo