Portuguesa inaugura grafite em homenagem ao técnico Otto Glória | OneFootball

Portuguesa inaugura grafite em homenagem ao técnico Otto Glória

Logo: Gazeta Esportiva.com

Gazeta Esportiva.com

No último domingo, a Portuguesa comemorou 102 anos de existência e, além de vencer seu rival Juventus por 2 a 0, homenageou Otto Glória. Considerado um dos principais treinadores da história do clube, o ex-técnico, que nomeia o vestiário de visitantes no Canindé, teve o rosto pintado no local.

Esta homenagem aconteceu após o Museu Histórico da Portuguesa e o Acervo da Bola, plataforma liderada pelo jornalista Luiz Nascimento, descobrirem uma história peculiar envolvendo o treinador e a Lusa. Em 1980, quando Otto assumiu a seleção da Nigéria, ambas as equipes realizaram um amistoso e, na época, o técnico recebeu uma homenagem no estádio, mas a celebração havia sido esquecida desde então.

“Nós tínhamos a ideia de fazer algumas melhorias e ações no estádio em torno do aniversário do clube. Conversando com o jornalista e historiador Luiz Nascimento, ele nos trouxe essa história ocorrida em 1980. Essa homenagem ao Otto Glória se encaixou perfeitamente na nossa ideia, que era justamente revisitar e homenagear o passado da Portuguesa, mas em um novo contexto, em que são os grafites que vão servir de enredo”, conta Bruno Fernandes, gerente de comunicação e marketing da Portuguesa.

A partida contra a Nigéria terminou em vitória lusitana por 2 a 1. Os gols foram anotados por Toquinho e Elias, enquanto Emanuel descontou para os africanos. A equipe visitante contava com poucos atletas profissionais e no elenco atuavam três engenheiros, dois advogados e um dentista.

“O que mais nos alegrou foi ter conseguido localizar a família dele, entrar em contato com o neto, que também se chama Otto Glória, e conseguir transformar a homenagem em algo ainda mais especial. Deixando de ser algo apenas interno do clube, mas atingindo diretamente o próprio Otto com a vinda de seus familiares, a filha Sandra, sobrinho, afilhado”, completa o executivo.

Na Portuguesa, Otto comandou a equipe em duas oportunidades, somando ao todo sete anos de clube. Agora, no aniversário de 102 anos da Lusa, a homenagem de 1980 será refeita.

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo