Palmeiras falha nos pênaltis e perde o título de novo. Coincidência?

Logo: Mercado do Futebol

Mercado do Futebol

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/crop/face?h=810&image=https%3A%2F%2Fmercadodofutebol.com%2Fwp-content%2Fuploads%2F2021%2F04%2FPalme.jpg&q=25&w=1080

O Palmeiras não está se dando bem na decisão por pênaltis. O Verdão perdeu mais uma taça que estava nas mãos. Dessa vez a Recopa Sul-Americana, para o Defensa y Justicia após ser derrotado nos pênaltis por 4 a 3 depois de perder por 2 a 1 no tempo normal. Coincidência? Vamos tentar decifrar. 

No duelo contra o Flamengo, o Palmeiras chegou a fazer 3 a 1 nas cobranças de pênaltis após o empate em 2 a 2 no tempo normal. Bastava Luan, o próximo batedor, fazer o gol que o Alviverde garantiria a taça. Não fez. Ontem isso aconteceu novamente, não com Luan, afinal os acontecimentos não foram tão semelhantes, mas com Gustavo Gómez. 

O zagueiro teve a oportunidade de empatar a partida na primeira prorrogação, no entanto desperdiçou a cobrança. O 2 a 2 dava a taça ao Palmeiras que havia vencido por 2 a 1 no primeiro jogo e no agregado faria 4 a 3. 

O pênalti desperdiçado foi cavado de novo por Rony, o mesmo que conseguiu um contra o Flamengo, Raphael Veiga cobrou e empatou o jogo. Aliás, o Palmeiras não jogou nada daquilo que apresentou diante do Rubro Negro. 

Foi então uma das poucas coisas que não se repetiram. Contudo foi pressionado pelo organizado time do Defensa y Justicia que também contou com a sorte, assim como o Flamengo. Pois é, o Verdão perdeu de novo muitos gols e não definiu a partida. 

As duas decepções servem de lição para o Palmeiras. Pois não é normal que isso se repita duas vezes, mas também não é coincidência. Afinal as coincidências não tem relação de causa e consequência, elas acontecem e pronto. 

Entretanto é possível explicar os motivos do Palmeiras decepcionar de novo. A falta de ritmo e a ansiedade. A mesma do Mundial de Clubes. Todavia não há tempo para justificativas, só há muitos jogos em um calendário apertado pela frente. 

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)