Oscilação no Palmeiras é normal e traz um ponto positivo | OneFootball

Oscilação no Palmeiras é normal e traz um ponto positivo

Logo: Palmeiras Online

Palmeiras Online

O Palmeiras perdeu para o Athletico-PR ao sofrer dois gols e não conseguir marcar nenhum, na noite de sábado (02), no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro. Antes disso, o Palmeiras ganhou do Cerro Porteño, na Libertadores, empatou com o Avaí, pelo Brasileirão, e perdeu para o São Paulo, na Copa do Brasil.

Com exceção da vitória contra o Cerro, o Palmeiras não conseguiu mostrar o futebol que estamos acostumados a ver nas outras partidas e não conseguiu reverter o resultado (o que vinha sendo normal, se lembrarmos das vitorias de virada contra o Atlético-GO e São Paulo, pelo Brasileirão). O que vemos é uma oscilação na equipe que ficou 19 jogos sem saber o que é perder, em um ritmo intenso de jogo, em um calendário absurdo.

O Palmeiras passou por uma sequência de jogos com grandes desfalques devido à convocações para amistosos das seleções e lesões da melhor maneira possível, sem sofrer nenhuma derrota. Finalizada a sequência de desfalques, entramos em uma maratona de jogos importantes fora de casa e foi aí que nasceu a oscilação.

O Palmeiras não conseguiu reverter o placar no segundo jogo no Morumbi, contra o São Paulo, no jogo de ida das oitavas da Copa do Brasil, cedeu o empate após uma virada contra o Avaí, na Ressacada, ganhou do Cerro Portenõ, em Assunção, pelo primeiro jogo das oitavas da Libertadores e perdeu sem marcar gols pelo Athletico-PR, no retorno ao Allianz Parque.

Não podemos esquecer também que o Palmeiras iniciou sua pré-temporada um mês antes, para chegar bem ao Mundial de Clubes e já engatou no Campeonato Paulista. Ao analisar todos esses fatores, somado ao fato de termos um calendário absurdo, com períodos de descansos curtíssimos entre um jogo e outro, é possível chegar à conclusão de que essa oscilação é normal. Bate cansaço físico e mental e os jogadores não conseguem render como de costume.

Mas aí surge a necessidade de conseguir enxergar sempre algo positivo nas situações. Parece impossível, mas essa oscilação traz vantagens. A primeira delas é mostrar ao técnico Abel Ferreira o que é necessário trabalhar e mudar no elenco para as próximas partidas.

A segunda é deixar ainda mais claro que a comissão técnica necessita de jogadores de qualidade para o banco de reservas, principalmente no meio de campo.

É necessário encarar que uma hora ou outra esta oscilação técnica, física e mental viria. Porém, é importante ressaltar que a equipe de Abel Ferreira continua líder na competição e perdeu em momentos que ainda é possível ‘consertar’ as coisas.

Ainda há o jogo de volta da Copa do Brasil, contra o São Paulo, e o Brasileirão ainda não está em um momento decisivo, apesar de reconhecer que seria muito valioso conquistar a vantagem neste momento.

Estamos imersos em três competições, duas em fases decisivas (Libertadores e Copa do Brasil) e, mesmo oscilando, o Palmeiras segue forte e brigando por título em todas elas. Abel Ferreira e os jogadores não entregam a toalha facilmente, contra o Furacão tivemos nada mais, nada menos que 35 finalizações e 71% de posse de bola. E de uma coisa tenho certeza, Abel Ferreira tem munição em mãos para estudar e entender o que precisa ser ajustado no elenco.

O time de Abel Ferreira já mostrou do que é capaz e, entendam, oscilação é normal e nenhum time esta imune à isso, derrotas também acontecem e chegam para ensinar. Foco no que estar por vir e… Avanti, Palestra!

  • Seja um apoiador do Palmeiras Online
  • Siga o Palmeiras Online no Twitter
  • Siga o Palmeiras Online no Facebook
  • Siga o Palmeiras Online no Instagram
  • Inscreva-se no canal do Palmeiras Online no Youtube
  • Ouça o podcast Palmeiras Online
  • Participe do canal Palmeiras Online no Telegram
Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo