Os primeiros 90 minutos das oitavas – Tudo sobre Emelec x Atlético | OneFootball

Os primeiros 90 minutos das oitavas – Tudo sobre Emelec x Atlético

Logo: Deus me Dibre

Deus me Dibre

IMAGEM: REPRODUÇÃO / DEUS ME DIBRE

Se é de decisão e jogo grande que o torcedor gosta, hoje é um dia “daqueles”. Às 19h15, no Estádio George Capwell, em Guayaquil, no Equador, o Atlético começa a escrever sua história nas oitavas de final da Copa Libertadores da América. O adversário? Emelec!

A partida de volta, com o Galo sendo o mandante, acontece na próxima terça-feira (05), também às 19h15, no Mineirão.

O Emelec chegou as “oitavas” com a segunda melhor campanha do grupo A, ficando atrás do Palmeiras. Com 8 pontos ganhos, o time treinado pelo espanhol Ismael Rescavo, conquistou duas vitórias e dois empates, diante do Independiente Petrolero – BOL e Deportivo Táchia (uma vez cada). As duas derrotas no grupo foram justamente diante do clube paulista (3 x 1 no Equador e 1 x 0 em São Paulo).

Para conhecer mais sobre o Emelec – EQU, assista ao vídeo:

Já o Atlético conseguiu se classificar para o mata-mata, em primeiro do seu grupo. Com 11 pontos ganhos, o time de Antonio Mohamed começou muito bem a competição. Com uma vitória fora de casa, diante do Tolima, por 2 x 0, o clube mineiro deu ao seu torcedor esperanças que conquistaria a vaga para as oitavas de final sem muita dificuldade. Porém, não foi isso que aconteceu. Em 3 jogos no Mineirão apenas uma vitória. O Galo fez mais pontos atuando como visitante (7), do que como mandante (4). Até por isso a confiança para a partida de hoje é grande. O Atlético ainda não perdeu jogando longe de seus domínios nesta Libertadores. Foram duas vitórias e um empate.

Os últimos jogos…

A última partida oficial do Emelec foi em 28 de maio, quando empatou por 1 x 1 com o Club Técnico Universitario, pelo Campeonato Equatoriano. Nas últimas 5 partidas, apenas uma vitória, três derrotas e um empate.

No lado alvinegro o momento é completamente inverso. São 5 jogos sem saber o que é perder, com 3 vitórias e 2 empates. Na última partida, uma virada heroica por 3 x 2, diante do Fortaleza, nos minutos finais, depois de estar perdendo por 2 x 0 até os 30’ da etapa complementar.

RETROSPECTO

Atlético e Emelec nunca se encontraram na história. Hoje, farão o primeiro duelo entre os clubes.

O Galo busca ainda sua primeira vitória no Equador. Até hoje, o clube mineiro foi ao país sul-americano em 3 oportunidade (jogos oficiais) e nunca ganhou. Pela Copa Libertadores, dois duelos diante do Del Valle, com uma derrota e um empate. Já pela extinta Copa Conmebol, em 1992, o clube mineiro foi derrotado pelo El Nacional, na semifinal.

ESCALAÇÃO

Atlético

A grande dúvida no Atlético, parece estar na formação do time. Se Antonio Mohamed optar por atuar com 3 atacantes, Vargas, Hulk e Ademir irão para o jogo. Caso o treinador argentino queira um time com maior força no meio campo, Rubens poderá ganhar uma oportunidade. Mariano (problemas particulares), Keno, Jair e Zaracho (entregues ao Departamento Médico), nem viajaram ao Equador.

Assim, o provável Galo para logo mais:

Everson, Guga, Nathan, Alonso e Guilherme Arana; Allan, Otávio e Nacho; Ademir, Vargas e Hulk.

Emelec

Já do lado equatoriano, o grande “problema” para o treinador Ismael Rescalvo está no miolo de zaga. Os dois titulares da posição, Leguizamón e Quintero, estão lesionados e ficam de fora. Autor de 3 gols na competição internacional, o meia João Rojas foi negociado com o Monterrey – MEX e não atua mais pelo time equatoriano.

Desta maneira, o Emelec deverá ir a campo com:

Ortíz, Carabalí, Mejía, Guevara e Pitton; Arroyo, Sebastían Rodríguez, Zapata e Jackson Rodríguez; Cevallos e Cabeza.

Saiba mais sobre o veículo