Orlando elogia desempenho do Santos em derrota para Atlético-MG e segue sonhando com Libertadores | OneFootball

Icon: Gazeta Esportiva.com

Gazeta Esportiva.com

·06 de outubro de 2022

Orlando elogia desempenho do Santos em derrota para Atlético-MG e segue sonhando com Libertadores

Imagem do artigo:Orlando elogia desempenho do Santos em derrota para Atlético-MG e segue sonhando com Libertadores

O Santos perdeu por 2 a 1 para o Atlético-MG na noite desta quarta-feira, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. Responsável por dirigir o Peixe mais uma vez, o interino Orlando Ribeiro lamentou o resultado. Na visão do técnico, o time teve um bom desempenho dentro das quatro linhas.

“É difícil analisar a derrota. Prefiro dizer que hoje temos que falar de resultado. Hoje, na minha opinião, o desempenho foi bom. A equipe fez o que precisava fazer em grande parte do jogo e o resultado não veio. É uma noite que temos que lamentar o resultado”, comentou.

“Os atletas sentiram a derrota. Nós já conversamos que precisamos sentir por uma, duas horas. No máximo até amanhã cedo. Amanhã já temos que trabalhar. Não temos que esquecer o jogo e sim o resultado. É trabalhar em cima do jogo para isso não ocorrer novamente, para que a gente consiga usar isso como aprendizado”, completou.

Esse foi o quarto jogo do comandante na equipe principal do Alvinegro Praiano. Até o momento, ele soma três derrotas e uma vitória. Questionado se o pouco tempo de vivência no profissional está atrapalhando, ele rechaçou. Orlando destacou que já viveu situações semelhantes.

“A questão de ser minha primeira experiência no profissional não está atrapalhando. Estive muitos anos dentro do campo. Sei bem o que eles estão passando. Passei por várias equipes que estavam na mesma situação. É uma parte da prática. Acho que até facilita para lidar com eles. Os resultados infelizmente não estão aparecendo. Estamos jogando com equipes de alta qualidade, como o Santos, então não podemos errar. No momento, acho que estamos errando mais que eles”, comentou.

O interino ainda comentou sobre a demora para mexer no time. A primeira mudança aconteceu apenas aos 30 minutos do segundo tempo, quando o placar já marcava 1 a 0 para o Atlético-MG.

“Eu não entendia que a equipe estava jogando mal. Estávamos oferecendo muito perigo ao Atlético. Estamos preparando uma substituição, tanto é que esperamos para fazer; Eu acredito que quando não há necessidade de mexer, eu não mexo. Mexer por mexer dificilmente vou fazer”, analisou.

Com o resultado, o Santos caiu para a 13ª colocação do Brasileirão, com 37 pontos, e desperdiçou a chance de encostar no G6. O primeiro clube dentro da zona de acesso à Libertadores de 2023 é o Athletico-PR, que tem 48. Apesar da distância, Orlando segue mirando uma vaga no torneio continental.

“Se matematicamente nós tivermos chances, vamos sonhar sempre. Vamos em busca disso. Se a matemática dizer que não, vamos pensar em outra situação”, finalizou.

O Peixe volta a campo agora na próxima segunda-feira, às 20 horas (de Brasília), quando recebe o Juventude, pela 31ª rodada do Brasileirão.

Saiba mais sobre o veículo