OneFootball debate: quem faltou na convocação da Brasileira? 🇧🇷

Logo: OneFootball

OneFootball

OneFootball

Imagem do artigo: OneFootball debate: quem faltou na convocação da Brasileira? 🇧🇷

Tite convocou a Seleção Brasileira para os duelos contra Venezuela e Uruguai pelas Eliminatórias da Copa do Catar na última sexta (23). E, como não poderia ser diferente, a lista ganhou elogios, mas também críticas.

O fato é: quem poderia ter sido lembrado pelo treinador para os próximos duelos valendo uma vaga no Mundial de 2022? O Onefootball mostra.


Marinho

Ele começou no futebol como revelação do Fluminense, virou meme no Ceará (Sabia não) e, enfim, ganhou o reconhecimento que merecia no Santos. Deixou de ser visto como um atleta folclórico para fazer a diferença.

Após não se destacar pelo Grêmio, ele chegou ao clube da Vila Belmiro no ano passado como aposta. E se encontrou de vez. São 15 gols em 21 jogos apenas nesta temporada e a condição de “cara” do time.

Marinho amadureceu, virou referência em campo – até usando a braçadeira de capitão – e é protagonista.

O camisa 11 atua pela direita. Tem velocidade, drible e potência na hora da conclusão. Puxa a bola para a esquerda e bate com precisão – é a sua marca registrada.

Seria uma boa alternativa para o setor na Seleção. E merece ao menos uma chance.


Thiago Galhardo

Deixou o Vasco em baixa, se destacou no Ceará e foi contratado pelo Internacional como uma simples aposta. Mas virou o principal jogador do time. Vive o melhor momento da carreira aos 31 anos.

A lesão de Guerrero fez o camisa 17 colorado tomar para si o protagonismo do time de Eduardo Coudet. Já são 19 gols em 36 partidas, incluindo 14 no Brasileirão – o que lhe garante a artilharia.

Tem atuado na função de segunda atacante ou centralizado. É o cobrador oficial de pênaltis e tem sido letal. São, ainda, nove assistências na temporada, sendo cinco no Brasileiro – outro recorde que tem.


Filipe Luís

Renan Lodi tem se firmado como o novo titular da lateral esquerda. E Alex Telles, agora no Manchester United, é, no momento, a segunda opção para o setor. Mas vale a pena ficar de olho no já veterano Filipe Luís.

Aos 35 anos, ele ainda pode ser útil à Seleção em jogos mais “cascudos”. Lateral construtor, oferece a possibilidade de triangulações e passes que “rasgam” a defesa adversária.

Tem atuado em alto nível ´pelo Flamengo e merece ser opção novamente.

O foco foi citar atletas que ainda não foram convocados ou poderiam ter nova oportunidade, caso de Filipe Luís.

Há, ainda, atletas que merecem chances na Seleção Olímpica. Casos de Tetê, do Shakhtar.


Foto destaque: Rodrigo Buendia/AFP via Getty Images