Odegaard marca de falta e Arsenal vence o Burnley fora de casa

Logo: Esporte News Mundo

Esporte News Mundo

Neste sábado (18) em jogo válido pela 5ª rodada da Premier League, o Arsenal visitou o Burnley no estádio Turf Moor e venceu pelo placar de 1 a 0. O gol da partida foi marcado pelo norueguês Martin Odegaard. 

PRIMEIRO TEMPO: o ritmista Odegaard conduziu a vantagem do Arsenal 

Mesmo fora de casa, os Gunners começaram ditando o ritmo do jogo. Odegaard, Saka e Smith Rowe se associavam por dentro e liberavam os corredores para as ultrapassagens dos laterais. Nesse sentido, vale destacar a boa iniciativa de Tierney. E esse foi o desenho da primeira grande chance do time de Arteta. 

Siga o Esporte News Mundo no Twitter, Facebook e Instagram.

Odegaard veio por dentro e lançou Tierney em profundidade. O lateral escocês avançou, invadiu a área e fez o cruzamento. Smith Rowe atacou o espaço e cabeceou com perigo. Boa chance dos visitantes logo no início da partida. 

O Burnley jogava sem “novidades”. Como de costume. Apostava no jogo direto com Barnes e Wood e também se aproveitava das ocasiões de bolas paradas. Entretanto, a equipe contava com o seu bom comportamento sem bola para fechar as linhas de passes, recuperar e sair em velocidade pelas beiradas. Principalmente com McNeil pela esquerda. 

Mesmo com o domínio das ações ofensivas, o Arsenal não conseguia criar boas ocasiões de gol. O Burnley continuava com uma compactação forte e impedia uma progressão mais fluida do time de Arteta. 

Mas aos 30 minutos o Arsenal conseguiu criar uma boa chance. Odegaard acionou Saka no meio-espaço. Com tempo e liberdade, o meio-campista inglês conduziu e sofreu falta na entrada da área. O noruguês, um dos principais nomes da etapa inicial, cobrou com perfeição e abriu o placar no Turf Moor. 

O Arsenal tinha o domínio do jogo, mais posse de bola (62% a 38%) e controle das ações territoriais. O Burnley não apresentava muitas alternativas. A transição não funcionava e nem o jogo direto para as “torres gêmeas”. No final do primeiro tempo, os Gunners quase ampliaram o marcador. De pé em pé, a equipe progrediu e chegou ao terço final. Pepé dominou no lado direito e tocou para Smith Rowe, que chegou batendo por cima do gol. 

SEGUNDO TEMPO: Arsenal sustenta a pressão do Burnley e garante os três pontos

O segundo tempo começou com o Burnley mais presente no campo de ataque. Do seu jeito. Jogo direto e bolas alçadas na área. Aos quatro minutos da etapa complementar,  Gudmundsson pegou a sobra de escanteio na pequena área e chutou desequilibrado. Ramsdale fez defesa segura. 

Aos poucos o duelo foi ficando mais aberto. O Burnley chegava com mais perigo e o Arsenal tinha a opção de sair em velocidade. E quase os visitantes ampliaram o marcador. Saka recebeu no meio-espaço, conduziu e achou Aubameyang na entrada da área. O gabonês só rolou para Smith Rowe, que chutou fraquinho de pé esquerdo para defesa de Pope. 

A pressão foi aumentando. E os mandantes tiveram mais uma boa chance. Depois de bate e rebate na entrada da área, a bola sobrou para Cornet. O atacante bateu firme e Ramsdale fez mais uma boa defesa. 

Além da ocupação do campo de ataque, o Burnley subiu o seu bloco de marcação e dificultou a saída do Arsenal. E os Gunners quase se complicaram com essa estratégia dos donos da casa.. Aos 23 minutos, Ben White recuou mal a bola, Vydra se antecipou, Ramsdale saiu e o árbitro marcou pênalti. No entanto, depois da checagem ao VAR, Anthony Taylor anulou a penalidade. Susto para os visitantes. 

O Arsenal já não conseguia sair em transição rápida. O time de Mikel Arteta até abaixou os blocos para esperar uma oportunidade em velocidade, mas os donos da casa impediam até mesmo a saída rápida. Consequentemente, o Burnley assumiu o controle na reta final do segundo tempo e quase empatou o jogo. McNeil recebeu na esquerda, bateu rasteiro, mas a bola bateu na rede pelo lado de fora. 

Nos minutos finais, o Burnley foi para o tudo ou nada. A equipe de Sean Dyche começou a levantar bolas em direção a grande área para buscar o gol de empate no finalzinho. No entanto, o Arsenal conseguiu impedir uma chance mais clara de gol dos mandantes e garantiu mais uma vitória na Premier League. A sua segunda consecutiva.

SITUAÇÃO NA PREMIER LEAGUE:

Com a vitória, o Arsenal sobe para a 12ª posição e agora soma seis pontos na classificação. Já o Burnley permanece em uma fase complicada. O time de Sean Dyche tem apenas um único tento e está na penúltima posição. 

AGENDA:

O próximo compromisso do Burnely já é no meio de semana. Na terça-feira (21), a equipe do técnico Sean Dyche enfrenta Rochdale AFC em duelo válido pela terceira rodada da Copa da Liga Inglesa. Já os Gunners entram em campo na quarta-feira (22), pela mesma competição, diante do AFC Wimbledon no Emirates Stadium. 

Mencionados neste artigo
Saiba mais sobre o veículo