O PSG passou fácil na Copa da França, com direito a uma deslumbrante assistência de letra de Di María

Logo: Trivela

Trivela

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/crop/face?h=810&image=https%3A%2F%2Fi1.wp.com%2Ftrivela.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2021%2F04%2F1002256003-scaled-e1619034894386.jpg%3Ffit%3D2560%252C1395%26ssl%3D1&q=25&w=1080

O Paris Saint-Germain não encontrou dificuldades para garantir sua classificação às semifinais da Copa da França. Nesta quarta-feira, os parisienses enfileiraram seus craques para pegar o Angers no Parc des Princes e golearam por 5 a 0. Mauro Icardi marcou uma tripleta e Neymar também deixou o seu, numa boa troca de passes por elevação. Ainda assim, a obra de arte ficou para a assistência de Ángel Di María em um dos tentos parisienses, passando de letra para Icardi mandar para dentro.

Kylian Mbappé foi poupado, mas o PSG contava com vários de seus astros, incluindo Neymar – que se ausentou na rodada passada da Ligue 1 por cumprir suspensão. Aos nove minutos, o placar estava aberto. Os parisienses trocaram passes em velocidade, até Julian Draxler deixar Icardi na cara do gol. O segundo veio aos 23, numa tentativa de Neymar que o goleiro defendeu e bateu no zagueiro antes de entrar.

Já no segundo tempo, o PSG terminou de desenhar a goleada. Neymar marcou o seu aos 19, completando de cabeça um passe de Draxler na saída do goleiro. Isso até a pintura de Icardi viesse, com a pincelada de Di María. O ponta deixou o zagueiro no chão com um corte seco e passou de letra, antes do centroavante completar às redes vazias. O argentino ficou a uma assistência de se igualar ao lendário Safet Susic como maior garçom da história do PSG. O bósnio 103 passes para gols. Por fim, num erro da defesa, Icardi chicoteou a bola aos 45 e completou sua tripleta.

Nesta terça-feira, o Montpellier havia se confirmado na semifinal da Copa da França ao eliminar o Canet Roussillon, da quarta divisão – num 2 a 1 sofrido, de virada. Já a grande surpresa é o GFA Rumilly-Vallières, também da quarta divisão, que seguiu em frente. A equipe despachou o Toulouse, atualmente na segundona, com uma vitória por 2 a 0. O último classificado foi o Monaco, que ganhou do Lyon por 2 a 0, com gols de Wissam Ben Yedder e Kevin Volland.