👍 O melhor e o pior 👎 da vitória do Grêmio sobre o Internacional

Logo: OneFootball

OneFootball

Luiz Signor

Imagem do artigo: 👍 O melhor e o pior 👎 da vitória do Grêmio sobre o Internacional

O Gre-Nal 427 da história foi do Grêmio. Com gol de Pepê, o Tricolor derrotou o Internacional por 1 x 0 na noite desta quarta (23), pela quarta rodada do Grupo E da Libertadores.

Vitória que aumentou o jejum colorado – segue sem vencer o rival em 2020. São cinco clássicos, com quatro triunfos do time de Renato Gaúcho e um empate. A equipe de Coudet ainda não vazou o Tricolor.

A última vitória colorada no duelo foi em setembro de 2018. Foram disputados dez Gre-Nais desde então: seis triunfos gremistas e quatro igualdades.

🚦 Como fica

O Inter ficou com sete pontos e segue na liderança graças aos critérios de desempate. Voltará a atuar pela competição na próxima quinta (29), quando visitará o América na Colômbia.

O Grêmio foi aos sete pontos e colou no rival. Na quinta (29), terá a Universidad Católica pela frente na Arena.

O América de Cali ficou no 1 x 1 com a Católica – e ambos foram aos quatro. Resultado ótimo para a dupla gaúcha.

⚽ Gol

Pepê recebeu de Darlan mais pelo meio, levou para a direita e bateu no canto esquerdo de Lomba, aos 28 minutos do segundo tempo.

👍 Top

Pepê voltou de lesão e tentou chamar a responsabilidade desde o início. Teve grande chance quando tentou encobrir Lomba e, pouco depois, marcou ao melhor “estilo Everton”. E em seu jogo de número 100 pelo clube.

Geromel, Maicon e Jean Pyerre ficaram fora. Mas o Grêmio foi melhor em boa parte do clássico, provando que pode entregar mais do que vinha mostrando.

👎 Flop

A opção por Musto e Lindoso juntos fez o Inter ter pouca criatividade na etapa inicial. A ligação direita foi utilizada muitas vezes, o que estava nos planos do Tricolor.

O Colorado cresceu de produção na etapa final e teve chances. Mas pecou nas conclusões. Abel Hernández e Galhardo tiveram as melhores.

O jogo 500 de D’Alessandro pelo Inter foi com derrota. “El Cabezón” lutou muito, mas a noite não era colorada.


Foto destaque: Diego Vara-Pool/Getty Images