O erro bizarro cometido pela arbitragem de Grêmio x Guarani | OneFootball

O erro bizarro cometido pela arbitragem de Grêmio x Guarani

Logo: Portal do Gremista

Portal do Gremista

Apesar da vitória do Grêmio por 2 a 1 sobre o Guarani, ontem (5), em Campinas, muitos torcedores do Tricolor acabaram a partida reclamando da atuação de Sávio Pereira Sampaio (DF), árbitro FIFA. Além dos gremistas, a imprensa esportiva especializada também viu com estranheza algumas escolhas do juiz no jogo válido pela 22ª rodada da Série B.

Segundo o analista de arbitragem Diori Vasconcellos, do Grupo RBS, em sua coluna na GZH deste sábado (6), a atuação do árbitro foi marcada por muitos erros, mas em especial um chamou a atenção do colunista: em um lance ocorrido aos 41 minutos do segundo tempo, o atacante gremista Biel foi visivelmente agredido com uma cabeçada pelo jogador Rodrigo Andrade, do Guarani, fora da disputa pela bola.

De acordo com o comunicador, a arbitragem cometeu um equívoco inexplicável ao não expulsar o atleta do Bugre.

“O árbitro Sávio Pereira Sampaio foi chamado pelo VAR para analisar uma possível expulsão de Rodrigo Andrade por conta de uma agressão em Biel. O lance foi fora da disputa de bola, causou tumulto em campo e representou certa demora para a decisão de interferência do árbitro de vídeo. Quando se deslocou ao monitor à beira do gramado, Sampaio viu que o jogador do Guarani estava se estranhando com o atacante do Grêmio. Depois de um chega daqui e um chega de lá, os dois se encararam e Rodrigo Andrade deu uma cabeçada no rosto de Biel. Considero que o lance foi uma agressão. Deveria ter rendido o cartão vermelho”, afirmou Diori.

Comentarista relembra outra péssima atuação do árbitro

Na opinião do analista do Grupo RBS, Biel até merecia receber o cartão amarelo por conta da discussão dos atletas antes da agressão recebida, mas isso não muda o fato de que o juiz errou gravemente em não punir o jogador do clube de Campinas com o cartão vermelho.

“O juiz decidiu ignorar tudo. Como se nada tivesse acontecido. Relevou os empurrões e toda bronca. E fingiu que a cabeçada foi um choque acidental. Simples assim. Não deu sequer um amarelinho depois de olhar no monitor. Mandou o jogo continuar”, acrescentou o colunista.

Além disso, Diori Vasconcellos ainda fez questão de lembrar que Sávio Pereira Sampaio é o mesmo árbitro que teve uma trágica atuação na vitória do Botafogo por 3 a 2 sobre o Inter, no Beira-Rio, no dia 19 de junho, pelo Campeonato Brasileiro deste ano. Depois de prejudicar escandalosamente o clube carioca, o juiz recebeu um mês de gancho pela Comissão de Arbitragem da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Após regressar aos gramados, o profissional realizou o seu quinto em sequência na Série B, voltando a cometer erros inexplicáveis. Vale ressaltar que o árbitro é dos quadros da Federação Internacional de Futebol (FIFA), o que aumenta a estranheza em relação aos equívocos cometidos.

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo