O Atlético de Madrid cumpriu sua parte contra o Huesca e retomou a vantagem na liderança

Logo: Trivela

Trivela

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/crop/face?h=810&image=https%3A%2F%2Fi2.wp.com%2Ftrivela.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2021%2F04%2F1002272899-scaled-e1619120039866.jpg%3Ffit%3D2560%252C1451%26ssl%3D1&q=25&w=1080

O Atlético de Madrid entrou em campo nesta quinta-feira pressionado, já que o Real Madrid havia assumido provisoriamente a liderança do Campeonato Espanhol. Porém, os colchoneros sabiam que a missão no Wanda Metropolitano não seria tão complicada e derrotaram o Huesca por 2 a 0, num jogo em que o goleiro Álvaro Fernández impediu a goleada. O momento é de questionamento sobre o Atleti, sobre a maneira como o time vem desperdiçando pontos continuamente no segundo turno de La Liga. Ainda assim, uma sequência de adversários mais fracos poderá ajudar os rojiblancos num momento em que os três concorrentes mais abaixo apertam o passo.

O Atlético de Madrid tomou um susto imenso nos primeiros minutos, quando Jan Oblak fez uma defesa em cima da linha para evitar o gol de Dimitrios Siovas. Não demoraria para o Atleti começar a mandar no jogo. E quem também brilhou foi o goleiro Álvaro Fernández, que começaria a operar milagres. Primeiro, buscou uma cabeçada impressionante, num lance anulado por falta. Aos dez, o arqueiro do Huesca fez duas defesas em sequência, contra Yannick Ferreira Carrasco e Saúl Ñíguez, pegando até com o rosto. Não era uma partida de tantas chances aos colchoneros, mas a equipe era superior e conseguiu o primeiro gol aos 39. Marcos Llorente acionou Ángel Correa dentro da área e o argentino deixou um marcador no chão, antes de chutar prensado e mandar no contrapé de Álvaro.

O segundo tempo continuou controlado pelo Atlético, com Álvaro evitando o segundo gol com boas intervenções nos primeiros minutos. Renan Lodi era outro que se destacava, muito participativo pelo lado esquerdo. Mesmo com a vantagem mínima, não parecia um jogo de riscos aos madrilenos. Álvaro seguia sustentando sua equipe e faria outra boa defesa contra Saúl. Quando o Huesca chegou, Lodi realizou um corte providencial na pequena área. E o segundo gol não tardaria. Llorente roubou a bola na entrada da área e só rolou para Carrasco escorar, fechando as contas aos 35.

O Atlético de Madrid chega aos 73 pontos, retomando a vantagem de três pontos na liderança. O Real Madrid possui 70 pontos e o Sevilla vem com 67. Ainda vale lembrar que o Barcelona, que fecha a rodada nesta quinta, disputou uma partida a menos por causa da final da Copa do Rei. Os blaugranas representam a maior ameaça, considerando que podem chegar aos 71 pontos se vencerem seus compromissos a menos. Já o Huesca ocupa a antepenúltima colocação, com 27 pontos, a um de sair da zona de rebaixamento.