Neymar pode abrir mão de Mundial: relembre craques brasileiros que perderam chance de ir à Copa | OneFootball

Neymar pode abrir mão de Mundial: relembre craques brasileiros que perderam chance de ir à Copa

Logo: MaisQueUmJogo - MQJ

MaisQueUmJogo - MQJ

A Copa do Mundo de 2022 pode ser a última de Neymar com a camisa do Brasil. A surpreendente declaração do craque repercutiu pelo mundo. Ele não sabe se terá “mais “cabeça de aguentar futebol.” Neymar, então, pode aumentar a lista de atletas que podem, de certa maneira, abrir mão de um Mundial.

Neymar já disputou duas Copas do Mundo, em 2014 e 2018. Ele vai ter 30 anos no Qatar. É o que ensaia como despedida da Seleção, em vez de disputar o Mundial de 2026 com 34 anos.

Galeria de Fotos

O astro do PSG já vinha dando “sinais”. Ele já pediu mais respeito por vestir a camisa da Seleção Brasileira e se irritou com críticas que apontavam que estava fora de forma.

Relacionadas

Sendo assim, Neymar pode ser mais um craque brasileiro que pode perder uma edição de Copa do Mundo. A lista conta com casos de indisciplina, polêmicas e problemas extracampo.

A ironia de Neymar após ser criticado / Foto: Reprodução

Craques brasileiros que ‘abriram mão’ de Copa do Mundo

Renato Gaúcho

Um churrasco custou a chance de disputar uma Copa do Mundo. A Seleção Brasileira fez um período de treinos de preparação, em Belo Horizonte, para o Mundial de 1986. Um episódio tumultuou o ambiente e fez com que dois craques não fossem para a Copa.

Leandro e Renato Gaúcho em jogo pela Seleção | Foto: CBF / Divulgação

Renato Gaúcho e Leandro saíram para um churrasco. A dupla voltou para o hotel da Seleção Brasileira de madrugada, além do horário estabelecido pelo técnico Telê Santana. O comandante, então, cortou o atacante e o lateral-direito.

Leandro

Lateral-direito histórico do Flamengo e que disputou a Copa do Mundo de 1982, Leandro foi perdoado por Telê Santana. Entretanto, em solidariedade a Renato Gaúcho, ele abriu mão de ir à Copa do Mundo de 1986.

Leandro e Renato Gaúcho ficaram fora da Copa de 1986 (Foto: reprodução)

Renato era um dos principais jogadores do Brasil naquela época. Na Copa, sem ele e sem Leandro, a Seleção Brasileira caiu nos pênaltis para a França de Platini, nas quartas de final.

Romário

Principal nome do tetra, em 1994, e cortado por lesão da Copa de 1998, Romário ficou fora de 2002, apesar do apoio popular para que fosse chamado. E o Baixinho ajudou o Brasil a se classificar para o Mundial do Japão e Coreia do Sul.

Romário na campanha do tetra | Foto: Imago Images

Romário chegou a ser convocado por Felipão em jogo das Eliminatórias. Entretanto, um pedido de dispensa para a Copa América de 2001 criou um ruído e um problema que custou vaga em 2002.

O Baixinho alegou que iria passar por uma cirurgia nos olhos, mas acabou entrando em campo pelo Vasco em amistosos. Felipão, então, deixou o craque de lado e não o convocou mais, indo contra o desejo popular.

Djalminha

Outro nome que ficou fora da lista de Felipão em 2002 foi o de Djalminha. Neste caso, um ato de indisciplina foi decisivo. O meia chegou a ser convocado para amistosos em fevereiro e em março. Estava bem cotado para a convocação final.

Djalminha Seleção Brasileira | Foto: Divulgação

Entretanto, Djalminha se envolveu em um episódio controverso. Em um treino pelo Deportivo La Coruña, ele acertou uma cabeçada no técnico Javier Irureta. Felipão, então, não convocou mais o habilidoso meia.

Adriano Imperador

O centroavante disputou apenas uma Copa do Mundo pela Seleção Brasileira, a de 2006. Na época, Adriano tinha apenas 24 anos. Ou seja, tinha idade para pelo menos mais um Mundial. Entretanto, não aconteceu.

Adriano brilhou pouco pela Seleção | Foto: Nilton Santos / CBF / Divulgação

O Imperador até participou de jogos pelas Eliminatórias e amistosos, mas o comportamento pesou. Auxiliar de Dunga, Jorginho foi a um treino do Flamengo em 2010. Entretanto, Adriano faltou.

Posteriormente, Dunga declarou que as faltas de Adriano pesaram para ele não ser chamado para a Copa do Mundo de 2010.

Ronaldinho Gaúcho

Campeão mundial em 2002 e integrante do quadrado mágico de 2006, Ronaldinho perdeu espaço na Seleção Brasileira e disputou “apenas” dois Mundiais. Em 2010, ele foi preterido por Dunga. O técnico justificou dizendo que R-10 não vivia bom momento e não teve “atitude”.

Ronaldinho na Olimpíada de 2008 | Foto: Imago Images

Ronaldinho também ficou fora de 2014. Na ocasião, ele já estava de volta ao futebol brasileiro. O desempenho pelo Flamengo e pelo Atlético-MG levou R-10 à Seleção. Ele chegou a ser convocado por Felipão para amistosos. Entretanto, perdeu espaço e ficou fora, com aquela sensação de que poderia, pelo menos, ter disputado mais uma Copa do Mundo.

Mencionados neste artigo
Saiba mais sobre o veículo