Negociação por Erison esbarra em legislação. Clubes buscam soluções | OneFootball

Negociação por Erison esbarra em legislação. Clubes buscam soluções

Logo: Jogada10

Jogada10

Após a negociação, por empréstimo, do Botafogo pelo atacante Erison estar bem encaminhada, o negócio foi paralisado. A transação, envolvendo o clube carioca, o XV de Piracicaba e o fundo Kirin Soccer esbarrou em uma regulamentação da legislação brasileira, que não permite que empresas tenham participação em direitos econômicos dos jogadores. A informação foi divulgada pelo jornalista Leandro Bollis, da “Rádio Bandeirantes”, de Campinas.

Erison vestiu a camisa do Brasil-RS na temporada de 2021 – Volmer Perez/GEB

Embora o negócio tenha recuado algumas casas, a tendência é que o acerto seja sacramentado, mesmo que seja em outro modelo. Tanto o Botafogo, quanto o clube paulista têm o desejo de concluir a negociação.

Por sua vez, o XV de Piracicaba não aceita um novo empréstimo e não abre mão de negociar, pelo menos, 40% dos direitos econômicos do atacante (atualmente possui 50%).

Agora, os representantes de Erison e o departamento jurídico do Botafogo conversam para buscar uma solução para o desfecho da negociação.

Erison e a Kirin Soccer

A Kirin Soccer, fundo de investimento, comprou 40% dos direitos de Erison junto ao XV de Piracicaba. A negociação foi no valor de € 200 mil (R$ 1,3 milhão).

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo