Nahuel Ferraresi diz ter ficado incrédulo com interesse do São Paulo: “Representa muito” | OneFootball

Nahuel Ferraresi diz ter ficado incrédulo com interesse do São Paulo: “Representa muito”

Logo: Gazeta Esportiva.com

Gazeta Esportiva.com

Nahuel Ferraresi foi apresentado nesta segunda-feira, no CT da Barra Funda, como novo reforço do São Paulo. O zagueiro de 23 anos, que pertence ao Grupo City, assinou contrato por empréstimo válido até junho de 2023, com possibilidade de prorrogação até dezembro, além de opção de opção de compra, e disse ter ficado incrédulo ao receber a notícia de que o Tricolor estava interessado em seu futebol.

“O São Paulo me contatou, eu não podia acreditar. É um grande clube, representa muito no mundo. Fui vendo a equipe, como estava, as competições que estava jogando. Foram avançando as coisas e fiquei com mais vontade de vir para cá”, disse Nahuel Ferraresi, que vestirá a camisa 44.

O último jogo do zagueiro foi pela seleção venezuelana, amistoso contra a Arábia Saudita, no último dia 9 de junho. Passados mais de dois meses, Nahuel Ferraresi sabe que precisará de um tempo para se recondicionar fisicamente, uma vez que neste intervalo realizou apenas treinos individuais, antes de estrear pelo São Paulo.

Vale lembrar que Nahuel Ferraresi não poderá reforçar o Tricolor na Copa do Brasil, já que chegou depois do prazo para inscrições no torneio. Entretanto, o venezuelano ficará à disposição de Rogério Ceni para a reta final da Copa Sul-Americana e também do Campeonato Brasileiro.

“Vamos avaliar ainda nessa semana algumas coisas, como vou treinar com o grupo, como me sinto. Se me sentir bem, vou dizer para a comissão técnica. Se não me sentir bem, também vou dizer. Aqui a prioridade é o grupo, não vou prejudicar o time dizendo que estou bem sendo que não estou”, prosseguiu.

Nahuel Ferraresi atuou no futebol europeu nas últimas quatro temporadas, por Peralada, da Espanha, além de Porto, Moreirense e Estoril Praia, de Portugal. O zagueiro também acumula passagens pelo futebol argentino e uruguaio.

“Aprendi muitas coisas na Argentina, o que é lutar, disputar cada jogo como se fosse o último. Depois fui pra Europa, aprendi muito taticamente, esses últimos três, quatro anos, aprendi muito e espero colocar tudo isso em prática quando jogar aqui, fazer da melhor maneira”, concluiu.

Saiba mais sobre o veículo