Motivação de Sylvinho e 'questão de honra': veja os bastidores da vitória do Corinthians

Logo: Meu Timão

Meu Timão

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/crop/face?h=810&image=https%3A%2F%2Fcdn.meutimao.com.br%2F_upload%2Fnoticia%2F2021%2F05%2F27%2Fmesmo-sem-comandar-o-time-no-campo-sylvinho-mh941w.jpg&q=25&w=1080

O Corinthians venceu o River Plate, do Paraguai, pela Sul-Americana, por 4 a 0 na Neo Química Arena. Nesta quinta-feira, horas após o duelo, o clube divulgou em suas redes sociais os bastidores da partida.

Ainda que não ficado à beira do campo com seus jogadores, o técnico Sylvinho participou ativamente do pré e pós-jogo com seus comandados. O Meu Timão separou os principais momentos do duelo para você, torcedor.

Palavra do novo técnico

Sylvinho não comandou o Corinthians na beira do gramado nesta quarta-feira. Ainda assim, o treinador esteve com o grupo no vestiário e deixou suas palavras de motivação para o elenco antes da partida.

"Estamos aqui porque somos apaixonados por isso. Controla bem e passa bem. Vocês já sabem tudo que tem que ser feito. Quer um conselho? Não entra em provocação. Não entre. Aceite o conselho. Vão jogar, em pé, deixa o árbitro quieto", disse Sylvinho.

Além do comandante, os veteranos Jô e Fábio Santos também motivaram o grupo. O Corinthians já não brigava por classificação na Sul-Americana, mas a equipe parecia determinada a vencer para terminar a competição da melhor forma.

"Vamos elevar a concentração. Dentro de casa, ninguém pode fazer a festa aqui. Quem manda tem que ser a gente. Temos que entrar com sangue no olho, sabendo o que tem que fazer. Organizado, mas como o Flávio disse, pra cima dos caras", disse Jô.

"Pelo respeito a nossa profissão, pela a instituição, independentemente do campeonato e do jogo que for jogar, é o Corinthians. A gente tem que representar tudo isso. E é o que vamos fazer lá dentro", completou Fábio Santos.

Donos dos gols

Os gols da partida foram marcados por Ramiro (duas vezes), Mateus Vital e Jô. Os atletas comemoraram os tentos no vestiário, mas também valorizaram Bruno Méndez e Adson, que deram assistências para Jô e Vital, respectivamente.

"Tento sempre estar pisando na área, ajudar a equipe com gols, mas eu estou mais feliz pela atuação coletiva, pela postura da equipe. Um jogo que não valia nada na competição para gente, mas que valia a honra, respeito a entidade e a camisa que a gente veste. Independente do jogo, temos que entrar para vencer sempre", disse Ramiro.

"Como falamos antes, apesar de não valer nada dentro da competição, valia nosso trabalho, nosso empenho e dia a dia. Principalmente para a nação corinthiana, que merece isso. Feliz de voltar a marcar na Arena. Agora é erguer a cabeça", afirmou Jô.

Assistências, base e só alegria

"Ele falou para eu ir para a área. Tô mentindo?", brinca Jô com Bruno Méndez no intervalo. "Feliz pela assistência. Não sou lateral, mas falei para o Jô que ia dar assistências", afirmou o zagueiro no final da partida.

Bruno Méndez e Adson deram passes que originaram gols do Timão ao longo do duelo. O jovem, cria da base alvinegra, comemorou o passe para o gol de Mateus Vital, ainda na primeira etapa.

"A gente, quando entra na Arena, pode estar ou não precisando da classificação, a gente sabe que representa um clube enorme que é o Corinthians. Então temos sempre que fazer nosso melhor. Hoje fui feliz de dar a assistência para o Vital".

Teve estreia!

O goleiro Cássio acabou sentindo uma fadiga muscular no adutor da perna direita no primeiro tempo do duelo - o arqueiro será reavaliado nesta quinta-feira pelo departamento médico do clube. Com isso, Fernando Lázaro promoveu a entrada de Matheus Donelli no gol alvinegro já no intervalo. O jovem da base comemorou a chance de estrear em confrontos internacionais.

"Feliz pela estreia em competições internacionais. Infelizmente, o Cássio acabou sentindo ali no primeiro tempo, pena que acabou sentindo. Tenho certeza que não vai ser nada. Mas feliz pelo desempenho, pelo resultado, e agora é dar sequência para fazer um segundo semestre de muito sucesso", afirmou Donelli.

Pra fechar!

Ao final da partida, já na famosa reunião no vestiário, o diretor de futebol do Corinthians, Roberto de Andrade, agradeceu o coordenador do CIFUT, Fernando Lázaro, pelo comando das últimas duas partidas. O diretor também valorizou a postura do profissional antes de dar a palavra para o técnico Sylvinho.

Já o novo comandante elogiou a postura do grupo na última partida e reforçou que, daqui pra frente, é esse tipo de atitude que quer ver do elenco alvinegro.

"Essa é nossa cara, e ela tem que se mostrar cada vez mais. Feliz pelos gols, e por não ter tomado. Mas que pereça vocês estarem entendendo. Esse é o futebol, essa é a nossa cara, e vai ser cada vez mais. Eu quero todos, eu treino atletas. É bom ganhar, parabéns para vocês", afirmou Sylvinho.

Confira os bastidores da vitória do Corinthians contra o River Plate-PAR

Saiba mais sobre o veículo