Morte de Carbone completa 14 anos – Craque, provocador e ‘artilheiro espetacular’ | OneFootball

Morte de Carbone completa 14 anos – Craque, provocador e ‘artilheiro espetacular’

Logo: Central do Timão

Central do Timão

  1. Por Redação da Central do Timão

No dia 25 de maio de 2008, há exatos 13 anos, Rodolfo Carbone falecia aos 79 anos. Meia-esquerda do Corinthians de 1951 a 1957, Carbone fez parte da histórica linha de ataque do Parque São Jorge, campeã do IV Centenário, em 1964.

No Paulista de 1951, Cláudio, Luizinho, Baltazar, Carbone e Simão (ou Mário) foram os grandes responsáveis pelos 103 gols em 28 jogos (3,67 gols por jogo) feitos pela equipe. Carbone, que estreava naquele ano, marcou 30 deles e foi o artilheiro do campeonato. Foi apelidado pelo sambista Alfredo Borba, na música que homenageava o time de 1951, onde o então camisa 10, ficou conhecido como o “artilheiro espetacular”.

Foto Arquivo Corinthians

Pelo Alvinegro, em sete temporadas, jogou 231 partidas, marcando 135 gols, e conquistou sete títulos: o Campeonato Paulista de Futebol (1951, 1952 e 1954), a Pequena Taça do Mundo (1953), o Torneio Rio-São Paulo (1953 e 1954) e o Torneio Internacional Charles Miller (1955). Na aposentadoria, Carbone ainda dirigiu na década de 80, a equipe do veteranos do Corinthians.

Carbone faleceu vítima de infarto do miocárdio no dia 25 de maio de 2008, e foi sepultado no cemitério da Quarta Parada, na zona Leste de São Paulo, aos 79 anos de idade.

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo