Metade já foi! Os destaques do ano no futebol brasileiro 🇧🇷 até aqui | OneFootball

Metade já foi! Os destaques do ano no futebol brasileiro 🇧🇷 até aqui

Logo: OneFootball

OneFootball

OneFootball

Chegamos no mês de julho. Portanto, metade do ano de 2022 já está no passado.

Com o calendário lotado do futebol brasileiro, a impressão é que já vivemos uma temporada completa.

Por isso, o OneFootball relembra pra você o que aconteceu por aqui nos últimos seis meses.

Praticamente todas as equipes passaram por altos e baixos, mas algumas se destacaram mais nessa montanha-russa.

Confira abaixo os nossos destaques:


Palmeiras voando

Vindo de dois títulos consecutivos da Libertadores, Abel Ferreira fez o seu time evoluir dentro de campo.

Se antes o estilo de jogo do Palmeiras era alvo de questionamentos, hoje esse tipo de argumento encontra muita força.

Depois da derrota no Mundial para o Chelsea, o time se recuperou ganhando a Recopa e o Paulistão (em uma final grandiosa contra o São Paulo).

Ainda não sabemos se o Verdão vai conquistar mais troféus nesta temporada, mas os sinais em campo são positivos.


Outros destaques positivos:

  • Jonathan Calleri: artilheiro do Brasileirão, o argentino já resolveu vários jogos para o São Paulo no ano
  • Corinthians: a combinação entre veteranos e ‘miúdos’ vem dando certo, com o Timão em segundo no Brasileirão, nas oitavas da Liberta e com um pé nas quartas da Copa do Brasil
  • Mano Menezes/Felipão: eles chegaram em seus atuais clubes com a temporada em andamento e decolaram para chegar ao G4 do Brasileirão
  • Stiven Mendoza: artilheiro do Ceará tanto no Brasileirão quanto na Sul-Americana, mesmo desfalcando o time nas duas últimas semanas

Flamengo decepcionando

O Flamengo ainda tem tempo suficiente para promover uma reviravolta na temporada, mas o que aconteceu até aqui em 2022 não ajudou muito.

Em campo, o time não funcionou como o esperado sob o comando de Paulo Sousa e perdeu as decisões da Supercopa do Brasil e do Campeonato Carioca.

Fora dele, polêmicas envolvendo Diego Alves e a renovação de Andreas Pereira.

Quem sabe a chegada de Cebolinha e eventuais novos reforços podem dar um combustível para buscar títulos?


Outros destaques negativos:

  • Bragantino: o projeto vive momento ruim após a queda precoce na Copa do Brasil e a última colocação no grupo da Libertadores
  • Botafogo: o começo da Era John Textor/Luis Castro não tem sido fácil, com algumas derrotas duras que abalaram a confiança da torcida
  • Fortaleza: sem conseguir deixar a lanterna, o começo de Brasileirão é extremamente preocupante
  • Ricardo Goulart: foi uma das contratações que mais chamaram atenção no Brasil no começo do ano, mas ele está longe de ser destaque no Peixe atualmente

Dança das cadeiras

Com a queda do limite de demissões de treinadores no Brasileirão, os clubes não precisam mais se esconder no “comum acordo”.

Entre os 20 times da primeira divisão, apenas seis ainda não trocaram de técnico em 2022:

  • Palmeiras (Abel Ferreira)
  • Atlético-MG (Turco Mohamed)
  • São Paulo (Rogério Ceni)
  • Bragantino (Maurício Barbieri)
  • Coritiba (Gustavo Morínigo)
  • Fortaleza (Juan Pablo Vojvoda)

E olha que ainda não chegamos nem no fim do primeiro turno!


Gigantes voltando?

É raro ver tantos gigantes em uma mesma edição da Série B.

Este ano, a maioria deles começou o campeonato em boa posição na briga pelo acesso.

Após decepções recentes, Vasco e (principalmente) Cruzeiro parecem finalmente fazer um bom trabalho para retornar à elite.

Nesses dois casos em especial, a volta das torcidas às arquibancadas podem ter feito a diferença.

Grêmio, Bahia e Sport, outros três clubes de grande tradição, completam o grupo dos cinco primeiros colocados na tabela.

Pena para um deles que só quatro vagas para a primeira divisão estão disponíveis.


Ceará e Fortaleza ‘bipolares’

Vozão e Leão já foram citados acima entre os destaques do semestre.

Mas vale destacar como esses dois rivais vivem momentos bem diferentes a depender da competição.

O Fortaleza foi campeão da Copa do Nordeste e chegou nas oitavas de final da Libertadores, mas não consegue deixar a lanterna do Brasileirão.

O Ceará não foi bem no estadual nem na Copa do Nordeste, além de patinar no Campeonato Brasileiro.

Por outro lado, o time faz grande campanha na Copa Sul-Americana.

Pra complicar ainda mais a vida dos rivais, temos um Clássico-Rei nas oitavas de final da Copa do Brasil.


Foto destaque: CBF