Messi valoriza equipe na Copa América: “A Seleção é de todos”

Logo: Futebol Latino

Futebol Latino

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/crop/face?h=810&image=https%3A%2F%2Ffutebolatino.lance.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2021%2F06%2FMessi-Argentina.jpg&q=25&w=1080

*Lauren Berger – Colaboradora do Futebol Latino

Falta pouco para o começo da Copa América. Assim, a estreia da Argentina será na segunda-feira, 14, diante o Chile. Junto com o começo da competição, volta o sonho de levar um título continental depois de 28 anos. Dessa forma, quem falou sobre foi o capitão e camisa 10, Lionel Messi.

Em entrevista ao diário Olé, Messi falou sobre as competições anteriores com a seleção. Assim, o capitão destacou que foi se reconstruindo e que hoje está diferente – o que, segundo o astro, é algo necessário para a equipe disputar e levantar o título da Copa do Mundo ou da Copa América.

“Tivemos um momento na Seleção onde acredito que poderíamos ter disfrutado mais. Foi onde conseguimos coisas muito lindas, boas. Me lembro da Copa no Brasil, onde vivemos ao máximo e disfrutamos muitíssimo. O importante é todo o caminho que fizemos antes, o que fizemos e o que disfrutados. Acredito que não foi dado o valor que merecíamos naquele momento ao grupo”, falou Messi.

Dessa maneira, agora, Messi destaca a importância de jogadores, torcedores e imprensa argentina estarem jogando do mesmo lado. “Quando nos sentíamos atacados, não queríamos dar nada. Acho que hoje é diferente. Entraram meninos novos, o que nos fez começar do zero. E é bom”, falou o capitão.

Assim, o camisa 10 completou dizendo que a seleção é de todos e que precisam estar do mesmo lado, sempre procurando o máximo. “O máximo é levantar a Copa do Mundo, a Copa América. E isso é trabalho de todos. Torcedores e jornalismo também precisam acompanhar”, disse.

Por fim, o camisa 10 falou sobre a expectativa para a Copa América. “Estamos com o todo o grupo ansioso, entusiasmados por jogar essa Copa América. É uma taça especial, diferente, principalmente por não ter pessoas. Mas, mesmo assim, pessoalmente, quero muito estar de novo lá”, concluiu.

Saiba mais sobre o veículo