Melancólico, mas divertido: Alemanha arranca empate em Wembley, após reação da Inglaterra | OneFootball

Icon: Trivela

Trivela

·26 de setembro de 2022

Melancólico, mas divertido: Alemanha arranca empate em Wembley, após reação da Inglaterra

Imagem do artigo:Melancólico, mas divertido: Alemanha arranca empate em Wembley, após reação da Inglaterra

Wembley recebeu um melancólico duelo entre seleções importantes e eliminadas da Liga das Nações, que não valia nada, mas pelo menos foi divertido. A Inglaterra achou que havia conseguido uma virada emocionante contra a arquirrival Alemanha, mas, pouco depois de Harry Kane fazer 3 a 2, Nick Pope falhou e Kai Havertz arrancou aquele empate por 3 a 3 que não deixa ninguém muitos satisfeito, nem muito triste.

As falhas de de ambas ficaram claras, principalmente no primeiro tempo. A Inglaterra até teve suas oportunidades, mas falhou na finalização. A Alemanha dominou a posse de bola e nada criou. Harry Maguire foi trágico depois do intervalo e os visitantes aproveitaram para abrir 2 a 0. A Inglaterra reagiu, com boas substituições de Gareth Southgate. Conseguiu a virada, mas Pope não segurou um chute de fora da área de Gnabry, e Havertz marcou no rebote.

Na discussão sobre quem deve ser titular da Inglaterra, antes da ascensão de Aaron Ramsdale, Jordan Pickford levava vantagem sobre Nick Pope em parte porque joga melhor com os pés. O primeiro tempo contra a Alemanha deu razão a esse diagnóstico. Embora o goleiro do Newcastle também tenha errado com as mãos. Gündogan levou perigo de fora da área após um erro de Pope na saída de bola, apenas um dos muitos momentos em que ele pareceu nervoso diante da pressão alemã.

Mas tirando esses sustos, a Alemanha criou muito pouco na etapa inicial, mesmo com 65% de posse de bola. Com as mãos, Pope não precisou trabalhar. A Inglaterra criou as duas melhores chances. Aos 25 minutos, um lindo passe de Shaw por atrás da defesa para acionar Sterling, que deixou dois marcadores na saudade com um corte e bateu rasteiro de canhota. Ter Stegen fez boa defesa. Na sequência, James recebeu em liberdade e tentou achar Kane, mas tocou muito atrás.

A má notícia, aos 37 minutos, foi a lesão de John Stones, que sentiu dores na perna direita. Tão perto da Copa do Mundo, qualquer problema torna-se uma preocupação. Ele saiu balançando a cabeça, substituído por Kyle Walker. Sterling novamente saiu na cara de Ter Stegen, após passe de Kane. Phil Foden aparecia livre no meio, mas Schlotterbeck apareceu para bloquear a rota do passe. Sterling chutou, Ter Stegen defendeu novamente. Kimmich fechou o primeiro tempo com um chute de fora da área, perto da trave, com perigo.

Harry Maguire não está em boa fase. Está na reserva do Manchester United e constantemente vaiado, a ponto de seus companheiros de seleção terem ido a público defendê-lo. Ele também precisa colaborar. No começo da etapa final, errou o passe na saída de bola, depois levou o drible de Musiala e cometeu um pênalti muito claro. O árbitro Danny Makkelie ainda confirmou no assistente de vídeo. Gündogan jogou no canto e fez 1 a 0.

Musiala se soltou no segundo tempo. Fez uma grande jogada no meio-campo, escapando de vários desarmes antes de dar o passe para a infiltração de Werner pela esquerda. Chapada de esquerda, cruzada, para fora. Alguns minutos depois, Maguire achou que deveria arrancar ao ataque e tentou emendar uma sequência de dribles. Obviamente não conseguiu, desarmado por Musiala. A Alemanha levou de pé em pé até Havertz na entrada da área. O atacante do Chelsea dominou e soltou o chute colocado de perna esquerda para ampliar.

Não havia nenhuma indicação de que a Inglaterra conseguiria voltar ao jogo. Mas conseguiu. O pressionado Southgate acertou as substituições porque Bukayo Saka e Mason Mount deram outra dinâmica ao ataque. Luke Shaw matou um cruzamento de James, que passou por todo mundo dentro da área, e bateu rasteiro, com toque em Ter Stegen e Süle quase cortando em cima da linha. Foi o primeiro gol de bola rolando dos ingleses em toda a fase de grupos.

Quatro minutos depois, Saka saiu ciscando pela meia-direita e rolou à entrada da área, para Mount chegar batendo de primeira no canto e empatar a partida. De repente, o momento era todo da Inglaterra. Saka fez outra boa jogada e acionou Kane, que dominou e girou batendo alto, perto do ângulo. Esse lance não deu em nada, mas o árbitro voltou ao monitor para checar um possível pênalti de Schlotterbeck em cima de Bellingham. Kane bateu alto, a Inglaterra virou.

Wembley vibrou, mas por muito tempo. Aos 40 minutos, Robin Gosens recuperou pela esquerda e tocou para Müller, que ajeitou para Gnabry bater de fora da área. Pope deixou rebote, e Havertz apareceu no lugar certo para tocar no canto. A Inglaterra ainda teve uma ótima chance de buscar a vitória. Kane lançou Saka em contra-ataque, com todo o campo ofensivo pela frente. Ele disparou, marcado por Gündogan, e perdeu um pouco de ângulo na hora de entrar na área. Ainda bateu bem, cruzado, mas Ter Stegen fez ótima defesa com a ponta dos dedos.

Rebaixada à segunda divisão da Liga das Nações, a Inglaterra pelo menos mostrou um pouco de poder de reação e voltou a marcar uns golzinhos, embora tenha sido muito pouco para afastar a má impressão que deixou nessa competição, após o vice-campeonato da Eurocopa. Um pouco mais composta, a Alemanha também não passou muita confiança, pensando em Copa do Mundo, e terminou a fase de grupos a três pontos da Hungria e a quatro da Itália, classificada à semifinal.

.

.

Standings provided by SofaScore

Saiba mais sobre o veículo