Mano Menezes revela adversidades no Corinthians: “Um dos momentos mais difíceis que passei no futebol” | OneFootball

Mano Menezes revela adversidades no Corinthians: “Um dos momentos mais difíceis que passei no futebol” | OneFootball

Icon: Gazeta Esportiva.com

Gazeta Esportiva.com

·12 de abril de 2024

Mano Menezes revela adversidades no Corinthians: “Um dos momentos mais difíceis que passei no futebol”

Imagem do artigo:Mano Menezes revela adversidades no Corinthians: “Um dos momentos mais difíceis que passei no futebol”

O técnico Mano Menezes, demitido do Corinthians em fevereiro após más atuações da equipe no Campeonato Paulista, falou sobre as dificuldades que enfrentou no começo de temporada do clube. Além disso, também comentou a troca de comando no Timão neste ano, na qual Augusto Melo assumiu a presidência.

“Foi talvez um dos momentos mais difíceis que passei no futebol. A troca interna foi muito significativa. A reformulação no grupo também foi significativa. Nós tivemos a saída de jogadores, e que aqui não quero me eximir delas e transferir para a direção. Você perde jogadores com laços, histórias, com referência, então o primeiro mês foi muito difícil. Para que as coisas piorassem, não conseguimos vencer. Porque se você vence, mesmo com dificuldade, vai passando por esse processo com mais tranquilidade para resolver os problemas”, disse em entrevista ao programa Resenha, da ESPN, que será exibido nesta sexta-feira.


Vídeos OneFootball


O Corinthians passou por uma reformulação no elenco e teve a saída de jogadores importantes e experientes neste ano, como: Renato Augusto, Gil, Fábio Santos, Lucas Veríssimo e Giuliano.

Este navegador não é compatível. Use um navegador diferente ou instale o aplicativo

video-poster

Mesmo com poucos jogos na temporada, Mano Menezes teve o trabalho interrompido e teve que deixar o cargo de técnico. No total, ele comandou a equipe em cinco partidas, perdeu quatro e venceu uma. O técnico de 61 anos revelou alguns bastidores sobre sua relação com Augusto Melo.

“A gente não conhecia as pessoas que iam assumir o Corinthians. Pouca gente conhecia, talvez com exceção do Rubão (diretor de futebol), que já passou antes no Corinthians, e que as pessoas têm uma referência. Então a gente não sabia exatamente onde estaria envolvido. Mas eu fui convidado para uma reunião logo depois que a direção ganhou a eleição”, afirmou Mano.

“Se nesse dia eles me dissessem ‘Mano, a gente gostaria de outro treinador’, certamente nós olharíamos um para a cara do outro. ‘Não tem problema nenhum, dou o direito de escolherem outra pessoa. Fazemos um acordo aqui, eu vou para minha casa e vocês tocam a vida de vocês’. Mas não foi isso que eles me disseram. Eles me disseram que eu era o técnico pela experiência que tinha, pelo conhecimento de Corinthians, que seria importante para eles, que estavam chegando agora, para trocar uma ideia de reformulação, algo que eu já tinha feito isso duas vezes no Corinthians. Então eu era o cara que eles acreditavam que ia tocar o projeto”, completou.

Mano também atribuiu aos desfalques um dos motivos pelo mal começo de temporada no Corinthians.

“Nós estreamos o Torres sem ter feito um treinamento com ele no time principal, porque a defesa principal estava sendo jogada com o Veríssimo. A gente não tinha nenhum jogador da base que foi campeão sub-20, porque o torneio estava em andamento. Não tinha três jogadores da seleção que estavam no Pré-Olímpico. Então não tinha um banco completo para o primeiro jogo. Se olhar lá, tem três goleiros no banco para a gente completar o número mínimo de 23, para não passar tanta vergonha. Tínhamos três jogadores do sub-17, que realmente ninguém conhecia, nem nós. Eles vieram porque não tínhamos jogador para treinar. Então o primeiro mês trouxe essa dificuldade”, finalizou.

Esta foi a terceira passagem de Mano Menezes no Corinthians. O técnico assumiu o clube em setembro de 2023 e deixou a equipe em fevereiro de 2024. Pelo Timão, ele conquistou a Copa do Brasil em 2009.

Saiba mais sobre o veículo