Maestro Neymar: camisa 10 cria, finaliza e encanta na vitória do PSG sobre o Montpellier | OneFootball

Maestro Neymar: camisa 10 cria, finaliza e encanta na vitória do PSG sobre o Montpellier

Logo: Trivela

Trivela

O PSG fez o seu primeiro jogo em casa na temporada 2022/23 das Ligue 1 e, sem surpreender ninguém, goleou o Montpellier no Parque dos Príncipes por 5 a 2. Com todos os seus destaques em campo, o grande astro da partida foi Neymar, que comandou as ações do time, fez dois gols e brilhou intensamente em um dia de domínio completo dos parisienses. Ainda teve o primeiro gol de Renato Sanches com a camisa do time.

Organizado no sistema 3-4-2-1, o PSG de Christophe Galtier vem mostrando qualidades que não se via na temporada passada. É um time mais consistente, mais coletivo e mais seguro também. Sergio Ramos segue atuando com qualidade no time, com Vitinha mostrando que é titular do time no meio-campo ao lado de Marco Verratti.

O ataque formado pelas suas três estrelas tinha Neymar centralizado mais à esquerda, Messi centralizado mais à direita e Mbappé mais avançado. Com a formação de três zagueiros, Achraf Hakimi, pela direita, e Nuno Mendes, pela esquerda, são quem exploram os lados do campo, deixando Neymar e Messi livres para caírem pelo meio e fazerem companhia a Mbappé.

O primeiro lance de perigo, que parecia já marcar o primeiro gol, veio aos 22 minutos. Nuno Mendes sofreu pênalti, que só foi confirmado no VAR. Kylian Mbappé, que voltava de suspensão na primeira rodada, cobrou, mas o goleiro Jonas Omlin defendeu. Pareceu um balde de água fria em uma torcida ansiosa para um show com o trio Messi-Neymar-Mbappé.

Apesar da perda do pênalti, o PSG mandava em campo e criava boas chances. O entendimento do trio ofensivo era ótimo e as jogadas saíam com facilidade. Nenhum dos jogadores tinha posição fixa: todos eles trocando muito de posição. Neymar por vezes servia como criador e Messi exercia esse papel também.

Aos 39 minutos, porém, o gol saiu. Mbappé recebeu pela direita e cruzou forte, rasteiro, e Falaye Sacko acabou tocando para dentro do gol. Gol contra do Montpellier que abriu o placar. Não demoraria para o placar aumentar. Neymar roubou a bola de Sacko, pressionado em uma saída de bola ruim do Montpellier, e entregou para Mbappé, que perdeu a chance. No rebote, em um bate e rebate dentro da área, o árbitro tocou no braço de Sacko em um lance com Messi.

Da marca da cal, Neymar foi mais preciso que Mbappé: bem ao seu estilo, esperou até o último momento para deslocar o goleiro e colocar no fundo da rede: 2 a 0 para o PSG. E poderia sair outro gol ainda no fim do primeiro tempo, em uma jogada pela direita que Mbappé finalizou cruzado, mas para fora.

No segundo tempo, o terceiro gol saiu de mais pressão na saída de bola. O Montpellier se atrapalhou com a pressão do PSG no campo de ataque, Mbappé conseguiu desviar um passe do goleiro, a bola caiu nos pés de Hakimi, que tocou para Mbappé. O francês devolveu a Hakimi na direita e ele cruzou. A bola foi desviada e subiu, mas não impediu Neymar de mergulhar na bola e tocar de cabeça para marcar 3 a 0.

Mbappé parecia em um dia longe do seu melhor. Perdeu mais uma chance em uma recuperação de bola dentro da área, depois de outra saída errada de bola do Montpellier. Ele bateu colocado, mas mandou para fora.

Eram 12 minutos quando o Montpellier conseguiu descontar o placar. Em uma ótima jogada trabalhada, com muitos passes, triangulações e envolvendo a defesa parisiense, Teji Savanier cruzou para a área, Wahbi Khazri dominou no peito, Sepe Elye Wahi finalizou, o goleiro Gianluigi Donnaruma espalmou para o meio da área e Khazri colocou no fundo da rede: 3 a 1.

Depois de muita insistência, o gol de Mbappé saiu. Desta vez, em uma cobrança de escanteio, abola desviou no meio da área e Mbappé conseguiu se antecipar à defesa para desviou a bola  e marcar.

Neymar por pouco não marcou o seu terceiro gol na partida. Em uma bela jogada, que começou com ele mesmo abrindo para Nuno Mendes, que recuou para Messi. O argentino tocou de primeira para Neymar, que entrava pelo meio, e o brasileiro recebeu livre para tocar na saída do goleiro. A bola foi para o fundo da rede, para o gol foi anulado. Quando Neymar acionou Nuno Mendes, o lateral estava impedido, o que anulou todo o lance.

O quinto gol do PSG, porém, sairia. Nuno Mendes, novamente acionado por Neymar, foi à linha de fundo e cruzou rasteiro para Renato Sanches, que tinha entrado no lugar de Verratti, e finalizou no alto para marcar 5 a 1. Um belo gol.

Nos acréscimos, aos 46 minutos, o Montpellier conseguiu diminuir o placar. Khalil Fayad fez um lindo passe para Enzo Tchato Mbiayi, que chutou bonito, no alto, e não deu a mínima chance de defesa para Donnarumma. O placar ficou mesmo em 5 a 2.

Uma atuação exuberante de Neymar, em um dia que não faltou ninguém. Foi o líder técnico de um time que tem muito talento. A equipe mais consistente de Galtier dá bons sinais nesse início de temporada. Ainda há muito a se ver e os adversários mais fortes irão oferecer um teste mais duro para esse time, mas o que se viu até agora foi um PSG consistente e com Neymar em grande forma. Uma boa notícia para o clube e para a seleção brasileira, já que a Copa será em novembro.

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo