Lyon vê saída de Paquetá como ‘solução’ para próxima temporada; Fla observa | OneFootball

Lyon vê saída de Paquetá como ‘solução’ para próxima temporada; Fla observa

Logo: Coluna do Fla

Coluna do Fla

Clube considera vender o Garoto do Ninho por cerca de 80 milhões de euros, e Flamengo pode lucrar com o negócio


Em crise extracampo, o Lyon vê joias do atual elenco como possibilidades para se restabelecer financeiramente. A expectativa do clube é lucrar cerca de 125 milhões de euros (aproximadamente R$ 775 milhões na cotação atual) com as vendas de Lucas Paquetá e Bruno Guimarães já na próxima janela de transferências. O Garoto do Ninho, seguindo a ideia da equipe francesa, deve render o dobro do valor exigido pelo volante brasileiro.

Em 2020, o Lyon investiu 20 milhões de euros para tirar Lucas Paquetá do Milan – após uma passagem conturbada pela equipe italiana. Agora, ciente do interesse do rival PSG, a expectativa é negociá-lo por 80 milhões de euros (pouco mais de R$ 495 milhões). Enquanto Bruno Guimarães, que chegou ao time francês pelo mesmo valor do ex-Flamengo, deve ser vendido por algo em torno de 45 milhões de euros (cerca de R$ 279 milhões).

Graças ao mecanismo de solidariedade da FIFA, o Flamengo tem direito a 3,94% de qualquer negociação envolvendo Lucas Paquetá. Para quem não sabe, essa é uma estratégia desenvolvida para recompensar clubes responsáveis pela formação de um jogador. Portanto, o Mais Querido tem direito ao percentual durante toda carreira da joia rubro-negra.



Conforme mencionado, a joia rubro-negra desperta interesse do PSG – que o tem como prioridade absoluta para o próximo verão europeu, segundo o ”L’Équipe’, um dos principais jornais esportivos da França. De acordo com informações, Leonardo, diretor esportivo do Paris, deu início as tratativas em meados de setembro de 2021, quando os rivais se enfrentaram.

Paquetá contabiliza 2.267 minutos em campo na temporada 2021/22 pelo Lyon. Ao todo, marcou oito gols e contribuiu com quatro assistências para os companheiros em 25 jogos. Metade dos tentos ocorreram quando atuou como reserva – ou seja, em seis partidas. Cabe pontuar, ainda, que Lucas foi responsável por balançar as redes no último encontro entre os rivais franceses, no empate em 1 a 1, do dia 09 de janeiro.

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo