Júlio Mazzei, um dos grandes amigos de Pelé

Logo: Futebol na Veia

Futebol na Veia

Imagem do artigo: Júlio Mazzei, um dos grandes amigos de Pelé

A Coluna Desbravando o Tio Sam dessa semana irá contar a história de Júlio Mazzei, professor de educação física que foi responsável pela ida de Pelé ao New York Cosmos. Antes de tudo, sobrinho da parte de pai do monsenhor Vitor Ribeiro Mazzei, padre com destaque na comunidade na época. Júlio Herculano Pedroso Mazzei nasceu em Guaiçara (SP), com familiares em Araçatuba (SP).

Morou em Araçatuba por 10 anos, local em que inclusive se tornou jogador vestindo a camisa do São Paulo como zagueiro, time local que era profissional, nas décadas de 40 e 50. Mas depois foi à capital paulista, estudar educação física na Universidade de São Paulo (USP), conseguindo concluir o curso. Logo após se formar, passou por outras cidades, atuando na área que se formou.

CARREIRA NO FUTEBOL

Até que chegou ao Palmeiras sucedendo ao professor Finançal, ficando por anos e ganhando dois Campeonatos Paulistas, de 63 e 66, e campeão do Torneio Rio-São Paulo em 1965. Logo após o sucesso no clube de São Paulo, Mazzei foi contratado pelo Santos. Trabalhando na equipe da Vila Belmiro por 12 anos, sendo um dos melhores amigos de Pelé.

Os dois em Santos ganharam quatro Campeonatos Paulistas, sendo três seguidos, em 67, 68, 69 e 73, Recopa de 1968 e o Robertão de 68 (antigo Campeonato Brasileiro).

  • O tour histórico do New York Cosmos pelo Brasil
  • O gênio Johan Cruyff em território norte-americano
  • Conheça Tom Byer, o americano condecorado pelo trabalho de base na Ásia (Japão)

Tamanho sucesso fizeram que Mazzei fosse requisitado por todo o país para dar palestras sobre educação física. Contudo, fazendo com que mal ficasse na sua casa em Santos, para poder repousar.

Mazzei deixou Santos depois de sete anos, quando mudou-se para Nova York, trabalhando no New York Cosmos. Convidando o Rei depois do imenso sucesso que teve no Brasil.

“Lá, ele conheceu o marketing esportivo e a força de seu nome. Nova Iorque foi o grande gol de Pelé?”, dizia Júlio Mazzei.

Nos Estados Unidos, além da fama e reconhecimento, Pelé conquistou a North American Soccer League, em 1977. Assim, tendo seu jogo de despedida New York Cosmos x Santos, jogando um tempo por cada clube.

MAL DE ALHZEIMER

Assim, passado todos os feitos na carreira e ter conhecido mais de 62 países, em 2001, Júlio Mazzei teve Mal de Alzheimer, fazendo com que ele ficasse internado em uma clínica de repouso para idosos em Santos, no bairro do Gonzaga.

Júlio Herculano Pedroso Mazzei morreu aos 78 anos em uma noite de domingo em 2009, por complicações do Mal de Alzheimer, sobretudo virando notícia e mostrando o tamanho que o professor de educação física tinha.

Foto destaque: Reprodução/Web