Jornalistas avaliam futuro do Flamengo sem Michael | OneFootball

Jornalistas avaliam futuro do Flamengo sem Michael

Logo: Coluna do Fla

Coluna do Fla

A conversa está em fase final, e jogador pode deixar o Rubro-Negro em breve

Enquanto aguarda o desfecho da negociação, Michael vem treinando normalmente no CT Ninho do Urubu. A tendência é que a negociação com o Al-Hilal (Arábia Saudita) seja sacramentada nos próximos dias. O jornalista Renato Maurício Prado analisou a possível venda do atacante e apontou que o Rubro-Negro precisará contratar.

— O Flamengo só deveria vender o Michael se tiver a certeza de que, com esse dinheiro, vai trazer um grande reforço. Coisa que não estou vendo muito ainda. O clube deve vendê-lo por até US$ 8,5 milhões. O Ferreirinha custa 8 milhões de euros. É mais do que o valor que o Flamengo venderá o Michael. Isso sem falar no imbróglio do Goiás, que quer 5% -, analisou Renato, que citou um dos nomes especulados pelo clube carioca para repor a saída do atacante.

Enquanto isso, o jornalista André Rocha aposta que a questão financeira pesa na negociação de Michael. O Al-Hilal ofereceu cerca de R$ 46 milhões para o Flamengo e a parte que ainda pertence ao Goiás seria negociada direto com o clube. Além disso, o comunicador aponta que Paulo Sousa ‘autorizou’ a negociação.

— A informação que eu tenho é a de que o Michael está doido para ir. Por uma questão de independência financeira, pode se sentir fortalecido emocionalmente. A depressão está controlada e ele está se sentindo seguro. A grana para ele é muito boa. Ele também pode pensar o seguinte: ‘o técnico me liberou’. Não acredito que o Flamengo tenha feito esse negócio à revelia do Paulo Sousa – antes de continuar:— Com o Paulo Sousa, o time terá uma forma organizada de atacar. O Michael só rendeu bem na anarquia do Renato Gaúcho e, principalmente, quando tinha muito espaço para correr. Não é o cenário provável da equipe com o Paulo Sousa. O Flamengo terá que criar espaços em vez de aproveitá-los. Não vejo perspectiva do Michael, em 2022, dentro do que o Flamengo se propõe a fazer. Agora é o momento de o clube vendê-lo e buscar um jogador que tenha uma conexão maior com esse tipo de futebol que o Flamengo quer – finalizou.

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo