John Herdman, técnico do Canadá: “Somos um país do futebol, isso é tudo que sempre quisemos” | OneFootball

John Herdman, técnico do Canadá: “Somos um país do futebol, isso é tudo que sempre quisemos”

Logo: Trivela

Trivela

John Herdman liderou um feito histórico à frente da seleção do Canadá. O treinador inglês chegou ao país em 2011, para dirigir a equipe feminina canadense. Conquistou duas medalhas de bronze em Olimpíadas e alcançou as quartas de final da Copa do Mundo de 2015 em casa, antes de ser nomeado como novo técnico do time masculino em 2018. À frente dos Canucks, Herdman potencializou uma geração de talentos e descobriu novos protagonistas à equipe nacional. Conseguiu, também, levar os homens canadenses de volta a um Mundial depois de 36 anos. E não escondeu seu orgulho pela façanha consumada neste domingo.

Depois da goleada por 4 a 0 sobre a Jamaica, Herdman enfatizou como o Canadá pode ser chamado de “país do futebol” hoje em dia. O treinador ressaltou como os canadenses crescem em diferentes âmbitos no esporte e a Copa do Mundo representa um passo maior nesse crescimento – que, afinal, conta com diversos jogadores se desenvolvendo na Europa e com a criação de uma liga local para impulsionar promessas.

“O Canadá pode! Temos Davies conquistando a Champions League, temos jogadores atuando em toda a Europa, temos crianças surgindo nas categorias de base. Nos classificamos para a Copa do Mundo. Esse é um país do futebol legítimo!”, afirmou o treinador. “Somos um país do futebol, isso é tudo que sempre quisemos. Queríamos esse respeito. Queríamos que as pessoas acreditassem que éramos um país do futebol e provamos isso. Estamos chegando, estamos apenas começando. Que privilégio foi conseguir isso como treinador. Estou orgulhoso por todas essas pessoas aqui”.

Herdman também exaltou o trabalho de seus jogadores ao longo da campanha e a maneira como agarraram a chance de classificação: “Eles sabiam o que precisavam fazer. Você precisa de um momento e eles conseguiram a classificação para a Copa. Eles sabiam o que estava pela frente e aproveitaram o momento. Você precisa de trabalho duro, muita confiança e boas pessoas ao seu redor. Temos grandes pessoas trabalhando com esse time, grandes jogadores. Sou privilegiado por trabalhar com eles”.

O técnico ainda agradeceu o apoio dos torcedores, parte fundamental na jornada, especialmente diante do excelente aproveitamento do Canadá como mandante no octogonal final da Concacaf: “Os torcedores foram inacreditáveis. Disse aos jogadores desde o início: temos que dar a esse país algo para acreditar. Eles perderam a esperança e a fé. Mas agora somos um país do futebol e todos eles sabem disso. Ainda não consigo acreditar! Tenho pregado essa crença, mas, quando finalmente acontece, estou sem palavras”.

Herdman se torna o primeiro treinador da história a classificar seleções femininas e masculinas para Copas do Mundo. Antes de trabalhar no Canadá, inclusive, ele tinha levado as mulheres da Nova Zelândia para o Mundial. Sem experiências como jogador, o antigo aluno da Universidade da Northumbria trabalhou também na base do Sunderland, antes de se envolver com o futebol de seleções. Prova-se como herói de todo um país, especialmente pela forma como permitiu que o Canadá acreditasse em seu potencial e elevasse seu futebol a patamares inéditos – com os homens expandindo fronteiras conquistadas anteriormente pelas mulheres.

Saiba mais sobre o veículo