Jogo entre Betis e Sevilla é suspenso por causa de violência. E já polemiza | OneFootball

Jogo entre Betis e Sevilla é suspenso por causa de violência. E já polemiza

Logo: Jogada10

Jogada10

Mais um caso polêmico no futebol europeu. Desta vez, uma barra de plástico, arremessada da arquibancada, atingiu Joan Jordán, 27 anos, volante do Sevilla.  O time enfrentava o arquirrival Betis, no estádio Benito Villamarín, casa do adversário, pela Copa do Rei quando foi surpreendido pela agressão. E, após muita confusão e disse-me-disse, a partida foi suspensa e promete dar muito pano para a manga, pois há a alegação de que ocorreu exagero por parte do  jogador do Sevilla a pedido do técnico Lopetegui.

Joan Jordán Moreno (deitado) foi atingido por uma barra de plástico – Cristina Quickler/AFP via Getty Images)

O placar estava em 1 a 1. O atacante argentino Papu Gómez, do Sevilla, tinha aberto o placar, com bonito gol, aos 35 minutos. E logo depois, aos 39, o meio-campista francês de origem argelina Nabil Fekir empatou para o Betis numa jogada espetacular:  a bola foi direto para a rede em sua cobrança de escanteio.

A barra de plástico foi arremessada após o gol de empate. Jordán  foi atendido pela equipe médica no campo. E, após discussão entre treinadores e delegados, o árbitro interrompeu a partida e os jogadores do Sevilla foram para o vestiário, enquanto os atletas do Betis ficaram aguardando no banco de reserva. Após quase uma hora, a Federação Espanhola decidiu suspender o jogo. E emitiu o comunicado oficial.

“Está suspenso o jogo das oitavas de final da Copa do Rei entre Real Betis e Sevilla. A RFEF (Real Federação Espanhola de Futebol) condena todos os atos de violência nos campos de jogo”,  informou nas redes sociais.

Polêmica

Apesar da agressão sofrida por Jordán, o meio-campista Victor Camarasa, do Real Betis, insinuou em sua conta no Twitter que pode ter havido uma reação exagerada do rival. Ele disse que ouviu o técnico Lopetegui orientar Jordán a ficar tonto, com o objetivo de suspender a partida.

“A ação de alguém que não representa nossos torcedores é embaraçosa e injustificável. Espero que Joan Jordan esteja bem, mas todos nós ouvimos (incluindo o 4º árbitro) como seu treinador o encorajou a ficar tonto e se jogar no chão”, escreveu Camarasa na rede social. Veja abaixo:

Outro jogador do Betis, o lateral-esquerdo Juan Miranda, também divulgou no Twitter que, embora condenasse a atitude do torcedor que lançou a barra, todos ouviram o treinador Lopetegui incitar Jordan a ficar tonto.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo