Iván Zamorano: lenda do futebol chileno | OneFootball

Iván Zamorano: lenda do futebol chileno

Logo: FNV Sports

FNV Sports

A coluna Alma Roja de hoje, remonta ao ano de 1967, na cidade é Santiago, no Chile. Data e lugar marcado pelo nascimento de uma lenda do esporte chileno: Iván Zamorano. Natural de Colônia de Maipú, região periférica da Grande Santiago, Zamorano sempre conviveu com obstáculos tanto na vida social quanto no esporte. Bam Bam, como é apelidado o atacante, se notabilizou ao longo da trajetória como atleta como símbolo da sua geração, goleador nato, vitorioso por onde passou e exemplo de garra, força e superação.

ONDE TUDO COMEÇOU

O goleador chileno começou sua carreira nas divisões inferiores do Cobresal, clube da região do deserto do Atacama. Logo depois, estreou como jogador profissional aos 18 anos, em 1985, diante do Unión La Calera.

Entretanto, para buscar mais rodagem e experiência, ainda muito jovem foi emprestado ao Transadino, também do Chile. Por lá conseguiu a artilharia da equipe com incríveis 27 gols anotados em 29 partidas e se sagrou campeão da 2ª Divisão Chilena.

Após passagem exitosa pelo Transadino, Iván Zamorano retornou ao Cobresal, mais valorizado, e adquiriu vaga no time titular. Com isso, a volta ao seu clube de formação foi marcada também, pelo título da Copa do Chile, em 1987, e artilharia da competição com 13 gols.

Posteriormente, para coroar a boa fase, veio a primeira convocação para a seleção nacional. A estrela do atacante brilhou logo na estreia, marcando um dos gols na vitória do Chile por 3 x 1 sobre o Peru.

TRANSFERÊNCIA AO VELHO CONTINENTE

As boas atuações do atacante do Cobresal e da Seleção Chilena se tornaram constantes e chamou a atenção dos clubes europeus. Assim, em 1988, Zamorano se transferiu ao Bologna, da Itália, porém sequer foi utilizado pela equipe do Norte da Itália. Logo depois, veio o empréstimo para o St. Gallen, da Suíça. Mesmo atuando em um campeonato modesto da Europa, Iván se destacou e se tornou titular absoluto e marcou 26 gols na temporada 1989/90.

Com a artilharia e o bom desempenho pelo clube suíço, Zamorano voltou a chamar a atenção de clubes de elite na Europa. A bola da vez, o futebol espanhol. Dessa maneira, em 1990, Bam Bam se mudou para o Sevilla. Nos dois anos atuando pela equipe da Andaluzia, o chileno marcou 23 gols e foi o artilheiro da equipe.

AUGE DA CARREIRA

O verdadeiro salto na carreira veio através do interesse do gigante Real Madrid que, em 1992, pagou 6 milhões de dólares para contar com o faro de gol de Iván Zamorano. Contudo, a primeira temporada pelos Merengues contou com o vice-campeonato espanhol e o título da Copa do Rei da Espanha. Além disso, destaque para a média de gols do atacante, 37 gols em 47 jogos.

No ano seguinte, mais um título de Zamorano e companhia. A conquista da vez, a Supercopa da Espanha sobre o rival Barcelona. Iván marcou gols nas duas partidas. Já na temporada 1994/95, Bam Bam continuou sendo brilhante, afinal, o instinto goleador do atacante se fez presente nos 31 gols em 46 jogos e a conquista da La Liga. Naquela época, Zamorano era considerado, por todo seu histórico, um dos maiores atacantes do mundo.

NOVOS DESAFIOS PARA IVÁN

O ciclo de Iván na equipe de Madri estava perto do fim, principalmente pelo interesse de outro gigante do futebol mundial, a Internazionale de Milão. Com isso, em 1996, Zamorano assinou contrato com a equipe italiana.

Por lá, o sucesso se repetiu com a conquista da Copa da UEFA, segundo maior torneio da Europa, em 1998. Bam Bam anotou o primeiro gol da final, na vitória de 3 x 0 sobre a Lazio. Assim, durante o período no futebol italiano, o chileno formou dupla de ataque com Ronaldo, o Fenômeno.

A LENDA NA SELEÇÃO CHILENA

Pela seleção, Zamorano disputou quatro Copas Américas, sendo vice-campeão em 1987 e 3º lugar em 1991. Além disso, Bam Bam também participou da conquista da inédita medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Sidney 2000, sendo artilheiro do torneio com seis gols anotados.

O ponto alto de Iván em La Roja certamente aconteceu na Copa do Mundo 1998, na França. Desse modo, Bam Bam foi capitão da equipe que encantou o mundo, principalmente ao fazer dupla de ataque com outra lenda chilena, Marcelo Salas. No entanto, a participação do Chile no Mundial acabou nas oitavas de final, após derrota para o Brasil, por 4 x 1.

Posteriormente, em 2001, Zamorano se despediu da seleção. A festa contou com mais de 65 mil pessoas no Estádio Nacional de Santiago. A partida foi contra a campeã mundial da época, a França. Dessa forma, o lendário atacante participou de 34 jogos e marcou 18 gols pela Seleção Chilena.

DE VOLTA PARA A AMÉRICA

Após cinco anos atuando na Itália, Iván trocou o país da bota pelo México. Em 2001, se transferiu para o América, maior clube do país. Sendo assim, o artilheiro logo chegou e imediatamente conquistou o coração da imensa torcida do clube. Em dois anos atuando no futebol mexicano, Bam Bam marcou em 33 oportunidades e alcançou o título do campeonato nacional.

Por fim, em 2003, retornou ao Chile para realizar o sonho de seu pai, jogar pelo Colo-Colo. Embora a passagem pelo Cacique foi apenas por uma temporada, devido a uma suspensão. No período, o artilheiro marcou oito gols.

PONTO FINAL EM UMA CARREIRA BRILHANTE

Foi no Colo-Colo, clube de coração, que Iván Zamorano deu um ponto final em sua incrível carreira. Caminhada marcada por centenas de gols, grandes histórias, diversos títulos e, principalmente, a admiração do povo chileno e amantes do futebol espalhados pelo mundo.

Foto destaque: Reprodução / Arquivo Pessoal

Por: William José da Silva

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo