Hofmann, do Gladbach: “99% do jogo da Inter era tocar para Lukaku”

Logo: Trivela

Trivela

Imagem do artigo: Hofmann, do Gladbach: “99% do jogo da Inter era tocar para Lukaku”

O Borussia Mönchengladbach saiu de San Siro com um empate por 2 a 2 com a Internazionale, um bom resultado, mas que deixou também os jogadores do clube alemão um pouco frustrados. O time vencia até os acréscimos, depois de um gol do time já aos 39 minutos do segundo tempo. O autor do segundo gol, Jonas Hofmann, falou sobre a atuação do time e criticou a atuação dos nerazzurri. Para ele, os italianos resumiram seu jogo a basicamente tocar a bola para Romelu Lukaku, que marcou os dois gols da equipe.

“Houve uma montanha russa de emoções nos minutos finais. Nós tivemos que esperar um pouco para ver se meu gol iria contar ou não. Não eram muitas pessoas pensaria que nós conseguiríamos algo da Inter”, disse o jogador.

“Depois do jogo, eu tenho que dizer que eu estou um pouco decepcionado por conseguido apenas um ponto. Demos tudo para tentar levar o 2 a 1 para casa, mas não defendemos bem no escanteio, o que é extremamente decepcionante”, analisou o Hofmann.

“O jogo realmente renasceu depois do pênalti. Nós não estávamos bem indo ao ataque no começo do jogo e não encontramos muito espaço. Nós talvez não estivéssemos confiantes também”, continuou o atacante, fundamental para o empate dos alemães em San Siro.

“99% do jogo da Inter era tocar para Lukaku, que dominava enquanto o resto do time se aproximava e o apoiava. Foi difícil algumas vezes em ter um defensor à frente e outro atrás de Lukaku, mas eu acho que nossos defensores fizeram um bom trabalho no fim. Nós merecemos levar um ponto conosco”, concluiu o atacante.

“Em algumas horas nós estaremos satisfeitos com o ponto, mas logo depois do jogo nós ficamos um pouco decepcionados. É irritante tomar o gol de empate aos 90 minutos logo depois de fazer 2 a 1, alguns minutos antes do fim. O fato que o foi era evitável torna ainda mais frustrante”, disse Matthias Ginter.

“Mesmo que alguns dos nossos maiores jogadores não estivessem em campo, nós deveríamos defender o escanteio melhor. Nós não os deixamos terem muitas chances ao longo do jogo. No primeiro tempo, nós não encontramos muito espaço e perdemos muito a posse de bola. Nós melhoramos depois de empatar por 1 a 1 e merecemos o ponto no final”, avaliou o zagueiro.

O Gladbach volta a campo no fim de semana, quando enfrenta o Mainz 05 fora de casa, no sábado, dia 24. Na próxima semana, na terça-feira, o Borussia Mónchengladbach faz o seu primeiro jogo em casa na Champions League e recebe o Real Madrid, que perdeu na primeira rodada para o Shakhtar Donetsk.