"Há muitas probabilidades de que haja público na Copa América" diz presidente da Conmebol

Logo: Stats Perform

Stats Perform

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/crop/face?h=810&image=https%3A%2F%2Fimages.performgroup.com%2Fdi%2Flibrary%2Fdazneditorialimages%2Fdb%2Fd%2Ftorcida-bahia-salvador-fonte-nova-brasil-venezuela-copa-america-2019_torcida_bahia_salvador_fonte_nova_brasil_venezuela_copa_america_2019_jo6pixd8zmix1cwsaluel0qqh.jpg%3Ft%3D1947977831&q=25&w=1080

Depois da final da Copa Libertadores, a Conmebol volta as suas atenções para a realização da Copa América, que acontece em junho, na Argentina e na Colômbia. Em entrevista à ESPN da Argentina, Alejandro Dominguez, presidente da entidade, se mostrou otimista quanto a possibilidade da presença de público. 

"Está tudo pronto para a Copa América. Em relação a possibilidade de que os torcedores assistam aos jogos, vai depender das políticas sanitárias de cada país anfritrião. Mas somos muito otimistas já que conhecemos os ambiciosos planos de vacinação que ambas as sedes têm. Há muitas possibilidades de que haja público na Copa América". 

A final da Copa Libertadores contou com a presença do público, ingressos não foram colocados à venda, mas cada equipe e patrocinadores tiveram direito aos convites. Estima-se que pelo menos cinco mil pessoas estiveram presentes no Maracanã. 

Na mesma entrevista, Alejandro Dominguez elogiou o próprio trabalho feito no retorno do futebol. 

"Fizemos uma volta segura, mantendo o formado. Todos acreditavam que era impossível, mas fui determinante e disse que na minha presença os torneios iam ser definidos dentro do campo". 

A Copa América está prevista para iniciar no dia 11 de junho, no estádio Monumental, em Buenos Aires, na Argentina. A final está marcada para o dia 10 de julio, no Metropolitano de Barranquilla, na Colômbia.