Gaviões da Fiel emite nota alertando risco de encontro entre torcidas e cobra FPF e PM | OneFootball

Gaviões da Fiel emite nota alertando risco de encontro entre torcidas e cobra FPF e PM

Logo: Central do Timão

Central do Timão

  1. Por Levi Natan / Redação da Central do Timão

Os Gaviões da Fiel, maior torcida organizada do Corinthians, emitiram uma nota cobrando da Federação Paulista de Futebol (FPF) e da Polícia Militar a mudança da organização para as partidas que serão realizadas na próxima terça-feira (25), na capital paulista.

O Corinthians estreará no Campeonato Paulista diante da Ferroviária, às 21h, na Neo Química Arena. Pouco tempo antes, às 16h, o Palmeiras enfrentará o Santos pela final da Copa São Paulo de Futebol Júnior, no Allianz Parque. O clássico, vale lembrar, terá torcida única do mandante, como acontece nos estádios de São Paulo desde 2016.

Devido à proximidade dos horários das duas partidas e contando com o deslocamento de torcedores de ambas as equipes para os estádios, a possibilidade de um confronto entre as torcidas rivais se torna real. Além do mais, o público que utilizará o transporte público para ir para as duas partidas, terá que utilizar a mesma linha do metrô (linha 3 – vermelha), o que aumenta o risco de um encontro entre as torcidas rivais.

Foto Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Confira a nota divulgada pelos Gaviões da Fiel neste domingo (23):

COMUNICADO

“Os Gaviões da Fiel Torcida encara com total preocupação os jogos que ocorrerão na próxima terça-feira (25/01). Não existiu qualquer cuidado e medida de segurança pela Federação Paulista de Futebol (FPF) e Polícia Militar ao marcar e autorizar a realização de dois jogos no mesmo dia, com horários próximos, de duas Torcidas Organizadas rivais da capital paulista. Mesmo que estejamos tratando de campeonatos diferentes, precisamos alertar o risco dessa situação.”

”As duas torcidas terão que utilizar a mesma linha de metrô (linha 3 – vermelha) para se deslocarem até seus respectivos estádios. Existirão torcedores de todos os lugares da cidade se deslocando para assistirem suas partidas.”

Deixamos aqui nossa enorme insatisfação com à Federação Paulista de Futebol e Polícia Militar. Saibam, que qualquer instituição, não conseguem controlar todas as ações de seus associados. Entendemos que seja arriscado manter esse planejamento que colocaria os torcedores em situações de possíveis confrontos. Desta forma, não podemos nos responsabilizar caso mantenham essa organização.“

Precisamos levantar um ponto que tem sido discutido há anos. Qual é o sentido de termos torcidas únicas em clássicos na capital paulista, se estão marcando jogos de times e torcidas rivais para o mesmo dia? Seria isso, uma ação para uma possível punição?

Veja também:

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo