Forte defesa do Nice segura o 0 a 0 contra o PSG e Olympique vira vice-líder graças a belo gol de Gerson | OneFootball

Forte defesa do Nice segura o 0 a 0 contra o PSG e Olympique vira vice-líder graças a belo gol de Gerson

Logo: Trivela

Trivela

O Paris Saint-Germain permanece isoladíssimo na liderança da Ligue 1. A equipe de Mauricio Pochettino soma 12 pontos de vantagem, por mais que tenha tropeçado nesta quarta. Dentro do Parc des Princes, a presença do trio Mbappé-Messi-Di María não foi suficiente para superar a forte marcação do Nice. As Águias, que fazem um bom campeonato sob as ordens de Christophe Galtier, arrancaram o 0 a 0 na visita à capital – e poderiam ter conseguido mais, com algumas boas chances que não entraram. Nem mesmo a apresentação da Bola de Ouro levada por Lionel Messi inspirou o PSG, parando no goleiro Walter Benítez.

O primeiro tempo veria o PSG com 70% de posse de bola, mas poucas das dez finalizações foram realmente perigosas. O Nice, em compensação, assustou muito sempre que chegou. Aos nove minutos, Kasper Dolberg obrigou Gianluigi Donnarumma a se esticar todo num arremate cruzado. A melhor tentativa dos anfitriões seria de Kylian Mbappé, que descolou o chute mesmo marcado por Dante, mas o goleiro Walter Benítez realizou ótima defesa em dois tempos. E não que Donnarumma tenha ficado ileso depois disso. Quando Andy Delort mandou uma cabeçada potente do outro lado, o italiano operou o seu milagre para salvar os parisienses.

O segundo tempo veria os espaços se tornarem maiores, mas Ángel Di María perdeu uma chance de ouro aos seis minutos, no mano a mano com Benítez, antes que o argentino também parasse Nuno Mendes. A resposta do Nice surgiria aos 14, numa cabeçada de Dolberg na pequena área, que o dinamarquês fez o mais difícil ao errar o alvo e mandar na trave. Mbappé também não faria muito melhor, ao receber um ótimo passe de Messi e chutar ao lado da meta, só com Benítez à sua frente. Com o passar dos minutos, a presença ofensiva do PSG se mantinha, mas a marcação do Nice seguia sólida e não concedia brechas. Quando Di María reapareceu, foi num chute de longe para fora. Messi até armava os lances, mas não estava em sua noite mais efetiva nas conclusões.

No fim das contas, o empate foi mais condizente àquilo que aconteceu em campo. O PSG segue com apenas uma derrota em 16 rodadas da Ligue 1. Os parisienses somam 41 pontos. O Nice caiu para a quarta colocação, com 27 pontos. Olympique de Marseille e Rennes aparecem logo à frente.

A segunda colocação caiu no colo do Olympique de Marseille, que ainda tem um jogo a menos. Os marselheses visitaram o Nantes e ganharam por 1 a 0 no Estádio de la Beaujoire. Os marselheses já fizeram um grande primeiro tempo, mandando no jogo longe de seus domínios. Gérson tinha parado no goleiro Alban Lafont, até marcar o gol da vitória aos 30. Depois do passe de Dimitri Payet, o meio-campista girou ao dominar e, sem deixar a bola cair, bateu com muita plasticidade. Para ajudar ainda mais os celestes, os Canários tiveram um jogador expulso com o segundo amarelo logo depois. A segunda etapa veria, então, uma superioridade ainda mais gritante do OM – que, entretanto, não a converteu no placar.

A ultrapassagem do Olympique de Marseille foi possibilitada pelo Lille, que derrotou o Rennes, até então na vice-liderança e agora na terceira posição. Os Dogues, num modesto 12° lugar, fizeram 2 a 1 dentro do Roazhon Park. O Rennes começou melhor no jogo, até o Lille começar a tomar conta e marcar o primeiro aos 31, num grande lançamento de Renato Sanches para Timothy Weah, que cruzou para Xeka finalizar. Aos 45, o próprio Renato Sanches ampliou com um tiro cruzado. O segundo tempo teriam uma grande pressão dos rubro-negros, mas não tantos lances de perigo. Os anfitriões descontaram apenas aos 40, numa jogada de Jérémy Doku que sobrou para Benjamin Bourigeaud concluir. Mas parou nisso.

Já uma grande decepção da rodada foi o Lyon, que enfrentou o Stade de Reims com arquibancadas vazias e perdeu por 2 a 1 dentro do Estádio Groupama, caindo à décima colocação. Durante o primeiro tempo, os Gones tiveram dificuldades para transformar o domínio em gols. Isso custou caro na volta ao segundo tempo, quando o Reims saiu em vantagem com Wout Faes completando de cabeça um escanteio. O Lyon até empatou com Karl Toko Ekambi, mas a vitória dos visitantes saiu aos 48, com Hugo Ekitike punindo um rebote do goleiro Anthony Lopes.

Entre os que ultrapassaram o Lyon está o Monaco, que não vive temporada tão confiável, mas aplicou 3 a 1 sobre o Angers na visita ao Estádio Raymond Kopa. Myron Boadu e Sofiane Diop marcaram os gols monegascos no primeiro tempo. Durante o segundo tempo, uma bola que bateu na trave e nas costas do goleiro Alexander Nübel rendeu o gol alvinegro. Mas ainda daria para Axel Disasi fechar a conta aos alvirrubros. No fim, Wissan Ben Yedder perdeu boas chances para o quarto. O Monaco ocupa o sétimo lugar, com os mesmos 23 pontos do Strasbourg, que enfiou 5 a 2 sobre o Bordeaux no Estádio de la Meinau – com gol e assistência de Kévin Gameiro. Com o tropeço, os girondinos entram na zona de rebaixamento, na antepenúltima posição.

O Montpellier, novo nono colocado, venceu o vice-lanterna Metz por 3 a 1 fora de casa. O Brest vem numa ótima sequência de vitórias e chegou ao 11° posto, batendo o lanterna Saint-Étienne por 1 a 0. O Troyes fez 2 a 0 no Lorient e fugiu da zona de rebaixamento. Já o Lens, despencando na tabela, caiu para a quinta posição ao empatar por 2 a 2 com o recém-promovido Clermont.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Saiba mais sobre o veículo