Flamengo responde à justiça por ‘acusações’ de grupo de apoio ao movimento LGBT | OneFootball

Flamengo responde à justiça por ‘acusações’ de grupo de apoio ao movimento LGBT

Logo: Coluna do Fla

Coluna do Fla

Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBT pediu explicações por não uso da camisa 24 na relação de jogadores inscritos para a Copinha, e Flamengo enviou resposta à justiça

Quando o Flamengo divulgou a lista de jogadores inscritos na Copa São Paulo de Futebol Junior, um detalhe chamou a atenção e rendeu uma ação judicial contra o clube: o não uso da camisa 24 na relação de atletas. O Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBT pediu ao Rubro-Negro explicações, e o Mengo cumpriu com o prazo de resposta, se manifestando à justiça.



Conforme divulgado pelo UOL, o Flamengo iniciou sua resposta dizendo que não descumpriu nenhum regulamento da Copinha, e disse que a demanda do Grupo Arco-Íris não é de competência da Justiça Desportiva, solicitando o encerramento do caso sem julgamento. No entanto, o clube continuou a manifestação e as argumentações.

O Flamengo fez questão de dizer que “é uma entidade comprometida com a causa da igualdade e repudia qualquer forma de intolerância”, e informou que os números da Copinha foram escolhidos individualmente por cada atleta, além de explicitar que, na relação, o número 12 também não foi utilizado, visto que é ‘aposentado’ por se referir à torcida.

Além disso, o Flamengo relembrou a final da Taça Guanabara de 2020, quando Gabigol utilizou o Manto Sagrado de número 24, e também, a trajetória na Copa Libertadores de 2019, quando o 24 foi representado e defendido por Pablo Marí.

O Flamengo também argumentou que organiza diversas ações em prol do movimento, como os lançamentos das camisas que defendem a diversidade – a pride, por exemplo, faz referência ao grupo LGBTQIA+, assim como manifestações nas redes sociais.

Ainda de acordo com o portal, procurador-geral do TJD-SP, Wilson Marquetti já escolheu um procurador para avaliar a denúncia e a argumentação do Flamengo. Se o delegado entender que houve infração, o Flamengo será denunciado. Se não, o assunto é encerrado sem julgamento.

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo