Flamengo mantém 40% dos direitos econômicos de Vinicius Souza após Grupo City não exercer cláusula contratual

Logo: Coluna do Fla

Coluna do Fla

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/crop/face?h=810&image=https%3A%2F%2Fcolunadofla.com%2Fwp-content%2Fuploads%2F2021%2F06%2Fvinicius-souza-novo-clube-belga.jpg&q=25&w=1080

FOTO: DIVULGAÇÃO

Em 2020, o Flamengo negociou Vinicius Souza com o Grupo City. A operação se deu da seguinte maneira: 2,5 milhões de euros (R$ 16,3 milhões na cotação da época) por 60% dos direitos econômicos, com opção de compra de mais 20% do volante em 1,5 milhões de euros, aproximadamente 9 milhões de reais na cotação atual, até o dia 31 de julho de 2021. No entanto, como informou primeiramente o jornal “O Dia”, a empresa resolveu não exercer a cláusula.

Com a opção do Grupo City em não efetuar a compra de mais 20% dos direitos econômicos de Vinicius Souza, o volante agora ‘está dividido’ do seguinte modo: 60% da empresa e 40% do Flamengo, clube formador do atleta.

Em sua primeira temporada no futebol europeu, Vinicius Souza, de 22 anos de idade, se destacou pelo Lommel SK, da Bélgica, e foi indicado ao prêmio de craque da Segunda Divisão do campeonato local. Em virtude das excelentes atuações, o Cria do Flamengo foi emprestado ao Mechelen, clube da elite belga.



Atualmente jogador do Mechelen, Vinicius Souza tem contrato de empréstimo até junho de 2022 com o time belga. Já o vínculo com o Grupo City, empresa dona de diversas equipes espalhadas pelo mundo, expira em junho de 2025.

Mencionados neste artigo
Saiba mais sobre o veículo