Fifa investigará denuncia do Chile contra o Equador, que pode perder pontos nas Eliminatórias | OneFootball

Fifa investigará denuncia do Chile contra o Equador, que pode perder pontos nas Eliminatórias

Logo: Jogada10

Jogada10

Na manhã desta quarta-feira, a Fifa abriu processo disciplinar para investigar a denúncia feita pela Federação Chilena contra a do Equador. A ANFP (Federação Chilena de Futebol), cabe lembrar, acusa Byron Castillo de uso de certificado de documento falso, declaração falsa de idade e falsa nacionalidade nas Eliminatórias.

Byron Castillo comemora gol de Pervis Estupiñan marcado na partida contra o Chile, válida pelas Eliminatórias – Alberto Valdes – Pool/Getty Images

VEJA A DECLARAÇÃO DA ENTIDADE MÁXIMA DO FUTEBOL:

“Conforme recentemente confirmado pela FIFA, a Associação Chilena de Futebol apresentou uma queixa ao Comitê Disciplinar da FIFA na qual fez uma série de alegações sobre a possível falsificação de documentos que concedem a nacionalidade equatoriana ao jogador Byron David Castillo Segura, bem como a possível inelegibilidade do referido jogador para participar de oito partidas de qualificação da seleção nacional da Federação Equatoriana de Futebol (FEF) na competição preliminar da Copa do Mundo da FIFA Qatar 2022™.

Tendo em mente o exposto, a FIFA decidiu abrir um processo disciplinar em relação à possível inelegibilidade de Byron David Castillo Segura em relação às partidas mencionadas. Nesse contexto, a FEF e a Associação Peruana de Futebol foram convidadas a apresentar suas posições ao Comitê Disciplinar da FIFA.

Mais detalhes virão oportunamente”.

Byron Castillo durante o jogo contra o Chile – Marcelo Hernandez/Getty Images

ENTENDA O CASO

Na semana passada, A Federação Chilena de Futebol (ANFP) informou que enviou à Comissão Disciplinar da FIFA uma denuncia contra o jogador Byron Castillo e a Federação Equatoriana de Futebol. A ANFP acusa que houve uso de certificado de documento falso, declaração falsa de idade e falsa nacionalidade por parte do jogador.

Em nota, a ANFP argumenta que existem provas de que Castillo não nasceu no Equador, mas sim na Colômbia. Abaixo, confira um trecho:

“Entendemos, com base em todas as informações e documentos coletados, que os fatos são muito graves e devem ser minuciosamente investigados pela FIFA. Existem inúmeras provas de que o jogador nasceu na Colômbia, na cidade de Tumaco, em 25 de julho de 1995, e não em 10 de novembro de 1998, na cidade equatoriana de General Villamil Playas”.

“As investigações realizadas no Equador, incluindo um relatório legal da Direção Nacional de Registro Civil, a mais alta autoridade sobre o assunto neste país, declararam a existência de inconsistências na certidão de nascimento apresentada pelo jogador e informaram que esse documento não existiam em seus arquivos internos, apontando outras deficiências no documento, para concluir que possivelmente era fraudulento”.

Nesse sentido, em caso de punição com perda de pontos, o Chile pode herdar a vaga do Equador – que terminou as Eliminatórias em quarto colocado, com 26 pontos – na Copa do Mundo. Isso acontece porque, embora o Chile tenha ficado em sétimo lugar Castillo não enfrentou o Peru nem a Colômbia, seleções que terminaram a competição em quinto e sexto lugar, respectivamente.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo