Federação Inglesa solta nota sobre medidas para os times da Superliga

Logo: OneFootball

OneFootball

OneFootball

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/crop/face?h=810&image=https%3A%2F%2Fwp-images.onefootball.com%2Fwp-content%2Fuploads%2Fsites%2F13%2F2021%2F06%2Fimago1002836239h-1000x679.jpg&q=25&w=1080

O Federação Inglesa de Futebol (FA, em inglês) anunciou a que os seis clubes que participaram da formação da Superliga Europeia reconheceram que a medida foi um erro.

Eles são eles: Arsenal, Chelsea, Liverpool, Manchester City, Manchester United e Tottenham.

Em comunicado divulgado nesta quarta-feira (9), a FA afirmou que eles doaram 22 milhões de libras, que vão ser investidos em projetos para futebol de base e programas comunitários.

Por fim, se algo parecido acontecer no futuro, cada um perderá 30 pontos na Premier League, além de uma multa individual de 25 milhões de libras.

Vale lembrar que além do Top Six inglês, Atlético de Madrid, Milan, Internazionale, Real Madrid, Barcelona e Juventus estavam envolvidos com o projeto.

De todos, apenas os três últimos continuam buscando alternativas para concretizar a iniciativa.

Errata: Inicialmente informamos que o pagamento de 22 milhões de euros havia sido uma punição da FA. Na verdade, foi uma doação de bom grado feita pelos clubes em favor de instituições de caridade. Pedimos desculpas pelo erro.


Confira o comunicado completo:

Os seis clubes envolvidos nas propostas para formar uma Superliga Europeia reconheceram hoje mais uma vez que suas ações foram um erro e reafirmaram seu compromisso com a Premier League e o futuro do futebol inglês.

Eles pediram desculpas de todo o coração aos seus fãs, clubes colegas, à Premier League e à FA.

Como um gesto de boa vontade, os clubes concordaram coletivamente em fazer uma contribuição de £ 22 milhões, que irá para o bem do jogo, incluindo novos investimentos em apoio aos torcedores, futebol de base e programas comunitários.

Além disso, os clubes concordaram em apoiar as mudanças nas regras para que quaisquer ações semelhantes no futuro resultem em uma dedução de 30 pontos.

Cada um dos seis clubes, nesse caso, também estaria sujeito a uma multa adicional de £ 25 milhões.

A Premier League e a FA trabalharam em conjunto ao longo deste processo e este acordo conclui ambas as investigações sobre o assunto.


Foto de destaque: IMAGO / Sportimage