Fábio Gomes veste o Manto e garante: “Me sinto muito bem com a #9” | OneFootball

Fábio Gomes veste o Manto e garante: “Me sinto muito bem com a #9”

Logo: Fala Galo 13

Fala Galo 13

Por: Hugo Fralodeo, do Fala Galo, em Belo Horizonte

Apresentado oficialmente no fim da manhã deste sábado (22), o novo centroavante do Galo, Fábio Gomes, vestiu a lendária camisa 9 e, além de entender o peso do número, garantiu que se sente muito a vontade ao vesti-lo, projetou a parceria com o artilheiro Hulk e espera muitos gols pelo Atlético.

Confira os principais trechos da entrevista do centroavante:

O SONHO REALIZADO

“Quando recebi a proposta de vir para o Atlético, não pensei duas vezes, sempre tive o sonho de jogar no Brasil, em um time grande, e o Galo é time grande. Sempre busquei meu espaço, sempre lutei pra caramba, sempre treinei bastante para, hoje, chegar aonde cheguei, graças a Deus e ao meu trabalho.” – declarou.

O PESO DA CAMISA ALVINEGRA E DO NÚMERO 9 NO ATLÉTICO

Depois de receber a camisa 9 das mãos de Rodrigo Caetano, o centroavante falou do peso e o número:

“É muito gratificante vestir essa camisa, quando tive essa proposta, não pensei duas vezes, é uma camisa que é linda, sabemos da responsabilidade que ela tem, é do atual campeão brasileiro e da Copa do Brasil e assim vai. Temos que saber como é vestir essa camisa, mas fiquei muito feliz.”

“Vim para ser um cara de grupo. Sabemos que a camisa 9 é uma camisa que pesa, é uma camisa que você tem que ter total responsabilidade, mas sempre gostei da número 9, sempre joguei com a número 9 onde passei e me sinto muito bem com a número 9.”- completou.

CARACTERÍSTICAS E PARCERIA COM HULK

Se apresentando como jogador de área, Fábio citou sua estatura e velocidade e que espera gols:

“Sou jogador (de) referência, pela minha estatura, gosto de jogar na área e espero fazer bastante gols. A minha referência maior é a velocidade, eu sou um cara alto, mas sou muito rápido. Sei da minha característica de jogar e sempre tive essa dedicação, de trabalhar bastante, ao limite.” – se apresentou.

Sobre Hulk, o centroavante não poupou elogios ao artilheiro e projetou a parceria com o novo companheiro:

“Sou um cara mais de área e o Hulk é um grande jogador, não tenho o que falar dele, eu quem tenho que me adaptar ao estilo de jogo dele. Sei que dentro da área irei render bem mais do que saindo dela e tenho que deixá-lo mais livre. Como eu falei, ele é um jogador incrível, que pensa muito rápido, então você tem que pensar junto com ele e, dentro da área, eu tenho que saber me movimentar bastante.” – finalizou.

A PRIMEIRA SEMANA NA CIDADE DO GALO

“O grupo é sensacional, não tenho o que falar, me recebeu muito bem. Isso daí, quando você chega em um time e eles te recebem muito bem, as coisas vão fluindo naturalmente. O Turco então…, o professor conversa muito com os jogadores, ajuda bastante. Quando você chega em um clube como o Atlético, você fica mais leve, sei futebol vai saindo naturalmente e espero que eu venha a fazer bastante sucesso aqui.”

GOL NA SÉRIE B E RIVALIDADE

“Sei da responsabilidade desse clássico (?), mas não adianta você ser muito grande (porquê) você sempre tem que ter os pezinhos no chão, independente de qualquer coisa. Tenho certeza que, quando formos enfrentá-los, será um grande jogo, disso podem ter certeza.”

Fábio terá a chance de vestir a camisa 9 em campo na próxima quarta-feira, quando o Atlético vai ao Alçapão do Bonfim, em Nova Lima, às 19h00 (de Brasília), visitar o Villa Nova, abrindo o Campeonato Mineiro e a temporada 2022.

LEIA TAMBÉM:

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo