Ex-treinador da base do Corinthians elogia jovens recém-promovidos ao profissional

Logo: Meu Timão

Meu Timão

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/crop/face?h=810&image=https%3A%2F%2Fcdn.meutimao.com.br%2Ffotos-do-corinthians%2Fw941%2F2019%2F06%2F03%2Ftreinador_do_sub-carlos_leiria_durante_jogo_2.jpg&q=25&w=1080

O técnico Carlos Leiria deixou o Corinthians na semana passada para assumir o San Francisco, do Panamá. O treinador chegou ao Parque São Jorge em 2018 e foi o responsável pelo Sub-20 do Timão na temporada passada, enquanto Dyego Coelho assumiu interinamente o profissional.

Sendo assim, Carlos Leiria falou com propriedade sobre alguns garotos que foram promovidos ao profissional corinthiano em 2021. Em entrevista à Gazeta Esportiva, ele elogiou Luis Mandaca, Cauê, Vitinho, Adson e Felipe Augusto.

“Cauê foi artilheiro do Campeonato Brasileiro sub-17 de forma isolada, salvo um engano meu. Já havia se destacado no Novorizontino, se mostrando um goleador. Confirmou no sub-20, fez muitos gols, o que não é normal para um jogador no primeiro ano. Ele carimbou a presença no profissional, fez por merecer estar lá. Eu trabalhei com o Felipe (Augusto) desde o infantil, ele foi artilheiro do Paulista, fez gol importante na estreia do Brasileiro sub-20, com 16 anos. Logo, ele se credencia para estar no profissional, no meu ponto de vista. Não só pelos gols, mas pela capacidade do jogador", disse.

“O Corinthians tem um jogador de rara habilidade que é o Adson, considero um jogador fantástico. Está começando a ganhar minutos no profissional, agora compete à direção e comissão técnica avaliar quanto tempo o jogador vai levar para se adaptar no time de cima. Não é um processo simples o jogador já chegar adaptado ao jogo profissional, que tem suas diferenças em relação ao jogo do Sub-20".

“Temos também o Vitinho, um meia armador de muita qualidade técnica, muito inteligente. O Luis Mandaca é um volante que chegou, ganhou o espaço dele, é muito comprometido, concentrado. Tem uma entrega para o jogo, tenho certeza que a torcida do Corinthians vai adorá-lo quando ele estiver jogando, seja no profissional ou no sub-20, já que faz parte do processo do jogador treinar no profissional e fazer jogos na categoria inferior”, completou.

No período em que comandou o Timãozinho, no segundo semestre de 2020, a equipe de um aproveitamento de 80% e chegou a liderar o Campeonato Brasileiro da categoria. O treinador acredita que ainda retorna ao clube no futuro para continuar seu trabalho.

“O Corinthians é um clube fantástico, adorei esse período que trabalhei por lá, tem uma estrutura muito boa, tive condições de trabalhos muito boas. O clube foi meu parceiro quando fui fazer meu mestrado em Portugal, ele investiu na minha qualificação profissional. Saio mas com um desejo de retorno no futuro, porque é muito bom trabalhar no Corinthians, tive uma aceitação muito boa com a torcida, especialmente no sub-20, teve uma sinergia. Vou guardar esse clube com muito carinho pelo resto da vida".

Saiba mais sobre o veículo