Entrevista com o campeão da MLS Artur, meio campo do Columbus Crew | OneFootball

Entrevista com o campeão da MLS Artur, meio campo do Columbus Crew

Logo: Território MLS

Território MLS

O volante do Columbus Crew refletiu sobre a derrota para o LAFC e seu papel de líder em ano de reformulação para o  seu clube.

Lideres em campo, Zelarayan, Nagbe e o brasileiro Artur compõem o meio-campo vencedor do Crew (Foto/Território MLS)

Los Angeles FC e Chuva — Jogo Difícil

No último sábado (21), durante o jogo realizado no Lower.com Field, em Columbus em Ohio, o Território MLS conversou com o ex-São Paulo, volante e titular absoluto do Columbus Crew, Artur, sobre a partida entre sua equipe e o líder do campeonato, o Los Angeles FC. (video ao fim da matéria)

Em jogo bizarro, com atraso de quatro horas por conta de temporais sucessivos na região, o jogo acabou de maneira adversa ao time da casa, com a equipe do atacante Carlos Vela somando os três pontos. O atacante, estrela da liga, marcou nos últimos dois jogos, sendo que neste último, quase que diante de um estádio vazio, visto que já pela noite, poucos torcedores ainda estavam presentes para mandar a equipe visitante de volta para o aeroporto, com destino a Los Angeles.

Líder do Meio Campo com Mais Posse De Bola na MLS

O brasileiro de 26 anos falou também sobre sua posição de líder da equipe, dentro e fora de campo, juntamento aos seus companheiros neste ano e como é jogar no dia a dia com o experiente norte-americano Nagbe e o uruguaio naturalizado armênio Zelarayan, duas outras estrelas do meio-campo do Columbus, que fizeram história ao conquistar a MLS Cup em 2020, com grandes atuações do trio.

Artur refletiu também na sua vida no exterior, que já se estende por cinco anos com muitos altos e baixos. Vale lembrar também que o jogador sofreu lesão séria e necessitou de cirurgia ano passado, por isso perdeu grande parte da temporada de 2021, umas das razões do declínio da equipe após o título. A equipe definitivamente sentiu a sua ausência e o jogador continua procurando a melhor forma de jogar.

Na jornada vencedora de 2020, o jogador completava uma média de 3,15 passes progressivos por jogo, mas desde que se machucou, esse numero caiu para 1,7, também pela maneira que o técnico Porter o vem utilizando. Isso  resulta em menos agressividade para o ataque do Columbus — a equipe é a dona de um dos ataques mais apáticos da conferência até agora, exacerbado pela saída de seu atacante nato de tantos anos, o americano Zardes, um dos favoritos do técnico do seleção americana Gregg Berhalter, ex-Columbus Crew.

Suas habilidades defensivas ainda parecem as mesmas, com o jogador tocando na bola com boa frequência, mas ainda se contentando em marcar mais do que tentar o confronto direto para roubar a bola. Esta mudança, ou aperfeiçoamento, resultou em número alto de passes interceptados, uma média de 2,64 por jogo, a mais alta de sua carreira até o momento.

Numeros de Artur ao longo da carreira – fbref.com

Ano de Contrato Visando Permanecer no Columbus Crew

Em último ano de contrato, o jogador deixou claro o seu amor pela amarelinha do Meio Oeste, terra muitas vezes “esquecida” por visitantes, mas muito aconchegante e com ótima qualidade de vida e falou sobre a região onde vive com sua família. “Me casei há dois anos e gosto muito de morar aqui. Quero muito continuar com e equipe.”

O técnico Caleb Porter não escondeu sua frustração com o resultado do fim de semana e se declarou culpado pela derrota. “Os jogadores estão muito cabisbaixos, não mereciam a derrota. Foi um jogo muito difícil” disse.

Com Columbus  Crew numa situação um pouco delicada na tabela, fica a dúvida depois da saída de Zardes, trocado junto ao Colorado Rapids, se mais jogadores estarão de saída até o final da temporada . A pergunta que resta agora é se o brasileiro faz parte dos planos do clube ou será mais um uma peça na grande reformação que já começou, e o técnico Porter ja garantiu que reforços chegarão  já neste verão.

Saiba mais sobre o veículo