Cucurella no pódio: os laterais mais caros da história do mercado da bola | OneFootball

Cucurella no pódio: os laterais mais caros da história do mercado da bola

Logo: MaisQueUmJogo - MQJ

MaisQueUmJogo - MQJ

O Chelsea simplesmente puxou o cartão sem limites e impressionou o mercado da bola. O clube inglês alcançou valores que afugentaram o Manchester City e contratou Marc Cucurella. O Chelsea, inclusive, transformou o espanhol no segundo lateral mais caro da história do mercado da bola.

O Manchester City era apontado como o favorito para levar Cucurella. Contudo, tirou o time de campo ao ver as cifras que o Brighton exigia. O Chelsea, então, foi com tudo: 65,3 milhões de euros (R$ 341,9 milhões) pelo lateral-esquerdo.

Galeria de Fotos

Cucurella, assim, agora só perde para Achraf Hakimi na lista dos laterais mais caros do mercado da bola. Se o recorte for de lateral-esquerdo, aí ele pode se orgulhar de ser o primeiro colocado.

Relacionadas

Os laterais mais caros do mercado da bola

Um brasileiro abre este Top 20: Danilo. Em 2015, o Real Madrid pagou 31,5 milhões de euros (R$ 164,9 milhões, na cotação atual) ao Porto pelo lateral-direito.

Em 2018, o Real Madrid foi buscar Álvaro Odriozola na Real Sociedad. A negociação foi por 32 milhões de euros (R$ 167,5 milhões, na cotação atual).

Odriozola na chegada ao Real Madrid | Foto: Real Madrid / Divulgação

O Wolverhampton contratou Nélson Semedo, junto ao Barcelona, na temporada 2020/2021. O lateral-direito português custou 32 milhões de euros (R$ 167,5 milhões, na cotação atual).

Benjamin Pavard trocou o Stuttgart pelo Bayern de Munique na temporada 2019/2020. O lateral-direito francês foi contratado por 35 milhões de euros (R$ 183,7 milhões, na cotação atual).

O Arsenal tirou Zinchenko do Manchester City nesta janela do mercado da bola. O lateral-esquerdo ucraniano custou 35 milhões de euros (R$ 183,7 milhões).

Daniel Alves está na história do Barcelona. Para tirá-lo do Sevilla, na temporada 2008/2009, o Barça investiu 35,5 milhões de euros (R$ 185,8 milhões, na cotação atual) pelo lateral-direito brasileiro.

Daniel Alves coleciona títulos no Barcelona | Foto: Jasper Juinen/Getty Images

Nélson Semedo aparece novamente neste Top 20. O Barcelona, na temporada 2017/2018, pagou 35,7 milhões de euros (R$ 186,9 milhões, na cotação atual) pelo português.

Danilo também figura em dose dupla. A operação que o levou à Juventus, em 2019, após defender o Manchester City, foi de 37 milhões de euros (R$ 193,7 milhões, na cotação atual).

Premier League sempre com negócios de destaque

O Manchester United, na temporada 2014/2015, buscou Luke Shaw no Southampton. O lateral-esquerdo inglês custou 37,5 milhões de euros (R$ 196,3 milhões, na cotação atual).

O PSG, nesta janela, abriu os cofres para exercer a opção de compra do lateral-esquerdo Nuno Mendes junto ao Sporting. Ele custou 38 milhões de euros (R$ 198,9 milhões, na cotação atual).

A Juventus foi buscar João Cancelo no Valencia, na temporada 2018/2019, por 40,4 milhões de euros (R$ 211,5 milhões, na cotação atual).

A Inter Milão, na temporada 2020/2021, comprou o lateral-direito marroquino Achraf Hakimi, junto ao Real Madrid, por 43 milhões de euros (R$ 225,1 milhões, na cotação atual).

Hakimi brilhou na Itália | Foto: Imago Images

O Real Madrid foi buscar o lateral-esquerdo francês Ferland Mendy no Olympique de Marselha, na temporada 2019/2020, por 48 milhões de euros (R$ 251,3 milhões, na cotação atual).

Ben Chilwell é o sétimo lateral deste ranking. Ele trocou o Leicester pelo Chelsea, na temporada 2020/2021. Custou 50,2 milhões de euros (R$ 262,8 milhões, na cotação atual).

Para tirar o lateral-direito inglês Kyle Walker do Tottenham, na temporada 2017/2018, o Manchester City pagou 52,7 milhões de euros (R$ 275,9 milhões, na cotação atual).

O Manchester United buscou Aaron Wan-Bissaka no Crystal Palace na temporada 2019/2020. O lateral-direito custou 55 milhões de euros (R$ 288 milhões, na cotação atual).

O Manchester City pagou 57,5 milhões de euros (R$ 301 milhões, na cotação atual) ao Monaco, na temporada 2017/2018, pelo lateral-esquerdo Benjamin Mendy.

O pódio dos laterais no mercado da bola

João Cancelo é o terceiro lateral mais caro da história do mercado da bola. A operação que o levou ao Manchester City, na temporada 2019/2020, foi de 65 milhões de euros (R$ 340,3 milhões).

Marc Cucurella agora é o segundo lateral mais caro, no geral, e primeiro entre os jogadores da faixa esquerda do campo.

Marc Cucurella está de casa nova na Inglaterra | Foto: Catherine Ivill/Getty Images

O PSG, na temporada passada, investiu 66,5 milhões de euros (R$ 348,2 milhões, na cotação atual), para tirar Achraf Hakimi da Inter de Milão. Ele é o lateral mais caro do mercado da bola.

Saiba mais sobre o veículo