Cria do América-MG e anjo no São Paulo, Ronaldo Luiz relembra passagens nas equipes e diz pra quem irá torcer | OneFootball

Cria do América-MG e anjo no São Paulo, Ronaldo Luiz relembra passagens nas equipes e diz pra quem irá torcer

Logo: Esporte News Mundo

Esporte News Mundo

Um dos principais defensores do futebol brasileiro nos anos 90, Ronaldo Luiz acumula passagens de sucesso por América-MG e São Paulo, que se enfrentam nesta quarta-feira (21). Em entrevista exclusiva ao Esporte News Mundo, o ex-jogador relembrou momentos nas duas equipes e fez sua projeção para a partida.

Após passar pelas categorias de base do Guarani de Divinópolis, Ronaldo Luiz chegou ao América-MG no fim dos anos 80, para testes. Diferenciado, não demorou muito para ser contratado pelo time alviverde, comandado, à altura, pelo ídolo Jair Bala.

– Comecei minha carreira no América em 1998, fui lá fazer testes. E eu saí de casa para fazer teste e voltei contratado, algo raro no futebol. Graças a Deus, estava muito bem preparado fisicamente, eu havia jogado pelo Guarani e no Santa Tereza. Ali começou minha história com o América, uma história muito bonita. Assumi a titularidade e fui titular por quatro anos. Foi uma carreira muito linda e bonita, onde pude crescer e ganhar títulos pessoais. Ganhei, por exemplo, ganhar dois Troféus Guará -, disse.

Com o destaque no América-MG, Ronaldo Luiz chamou a atenção do São Paulo que, na época, treinado por Telê Santana, era o campeão brasileiro e uma equipe promissora por voos maiores. O casamento foi perfeito.

– Participei de um esquadrão! Um grupo extremamente vencedor, onde tive a oportunidade participar de conquistas. Ir para um clube do nível do São Paulo, com jogadores que eram a base da Seleção Brasileira, como Zetti, Muller, Raí, Elivelton, Macedo, Cafu. Fazer parte de um grupo como esse foi maravilho -, comentou.

Por lá, ainda ganhou um apelido: Anjo da Guarda Tricolor. Durante sua passagem pelo Morumbi, o defensor se notabilizou por salvar gols em cima da linha, como na final do Mundial de 92, contra o Barcelona, além de outros jogos.

– Pra mim foi muito legal. Até hoje, quando as pessoas falam de Ronaldo Luiz no São Paulo, associam ao Anjo da Guarda Tricolor. É uma marca que ficou. Fico feliz por isso, por ter ajudado o time a conquistar tantos títulos, defendendo bolas que já estavam entrando no gol. Muito bacana isso! -, contou.

Reprodução/Internet

MOMENTOS DOS TIMES

Atualmente, Ronaldo Luiz trabalha como comentarista no Alterosa Esporte, sendo representante do América-MG na famosa bancada democrática. Ele enxerga que a partida terá tons ofensivos, já que ambos os times terão de lutar pelos três pontos.

– Momentos distintos, porém parecidos, pois ambos estão numa zona incômoda. O América muito mais, pois está no Z4. O São Paulo está próximo, apesar da última vitória. O América está numa ascensão, pois vem de três resultados importantes. Por sua vez, o São Paulo respira um pouco mais. Vejo que será um jogo mais aberto, pois o empate não é bom para nenhum dos dois, principalmente para o América -, comentou.

A TORCIDA DO CRAQUE

Identificado com as duas bandeiras, Ronaldo Luiz sofreu a ter de escolher um lado, mas optou pelo América-MG, já que o time verde e preto vive situação mais complicada no Brasileirão.

– Rapaz, é uma pergunta que me deixa de saia justa! Afinal, defendo o Coelhão na bancada democrática e também tenho esse carinho pelo São Paulo, que é o time que me deu a oportunidade de ser conhecido pelo mundo (…) Que vença o melhor. Qualquer resultado, ficarei satisfeito. Mas torcerei um pouco mais para que o América possa vencer, pois está numa situação mais difícil que o São Paulo. Gostaria que o América tivesse essa vitória em função disso -, revelou.

Seja no América-MG ou no São Paulo, a verdade é que Ronaldo Luiz foi unanimidade, dentro e fora de campo. Agora, as equipes da vida do ex-lateral medem forças pelo Campeonato Brasileiro, nesta quarta-feira (22), às 20h30.

Mencionados neste artigo
Saiba mais sobre o veículo