Corinthians bate o Internacional em jogo histórico e conquista o tetracampeonato brasileiro feminino | OneFootball

Icon: Meu Timão

Meu Timão

·24 de setembro de 2022

Corinthians bate o Internacional em jogo histórico e conquista o tetracampeonato brasileiro feminino

Imagem do artigo:Corinthians bate o Internacional em jogo histórico e conquista o tetracampeonato brasileiro feminino

O Corinthians é tetracampeão brasileiro, Fiel! Jogando diante de mais de 41 mil torcedores, a equipe alvinegra superou o Internacional por 4 a 1, com gols de Jaque, Diany, Vic Albuquerque e Jheniffer conquistou seu segundo título na temporada.

A equipe alvinegra viu o Internacional sair na frente do marcador com Sorriso e precisou buscar o empate com Jaqueline pouco depois. Na reta final da primeira etapa, Diany virou o jogo e colocou o Timão em vantagem. Já no segundo tempo, o Corinthians precisou de minutos para marcar pela terceira vez. Nos minutos finais, a goleada se concretizou.

Agenda alvinegra: o Corinthians volta a campo novamente na terça-feira, agora pelo Campeonato Paulista. O Timão enfrenta o São José, às19h.

Escalação

O técnico Arthur Elias contou com os retornos de Diany, que perdeu o primeiro jogo por suspensão, e Vic Albuquerque, que se recuperou de lesão. Assim, o Timão foi a campo com: Lelê, Diany, Andressa, Yasmim, Tamires, Gabi Zanotti, Vic Albuquerque, Jaqueline, Gabi Portilho, Adriana e Jheniffer.

Imagem do artigo:Corinthians bate o Internacional em jogo histórico e conquista o tetracampeonato brasileiro feminino

Meu Timão

O jogo

Primeiro tempo

O Corinthians começou a partida pressionando as adversárias e precisou de dois minutos para abrir o placar e levar a Fiel à loucura. O cruzamento vindo da direita encontrou Gabi Zanotti, que mandou de cabeça para o fundo da rede. A árbitra, no entanto, foi acionada pelo VAR, revisou o lance e anulou o tento corinthiano.

O Timão seguia pressionando e chegou com perigo novamente em cobrança de escanteio, quando o desvio de cabeça explodiu no travessão. Na saída de bola do Internacional, Gabi Zanotti pressionou no meio de campo, roubou e acionou Jheniffer, que construiu com Adriana pela esquerda, mas o cruzamento foi afastado pela defesa.

Os minutos seguintes foram de estudo das duas equipes, mas maior posse corinthiana. Em um erro alvinegro, o Internacional abriu o placar. Yasmim recuou mal para Lelê e a bola saiu em escanteio. A bola levantada na área ficou viva e Sorriso teve liberdade para mandar para o fundo da rede.

O Corinthians voltou a cria com cerca de 18 minutos, quando o contra-ataque encontro Tamires. A camisa 37 dominou, invadiu a área e bateu, mas a goleira Mayara fez a defesa. Cerca de cinco minutos mais tarde, a equipe alvinegra não desperdiçou a oportunidade.

Na chegada pela direita, Yasmim conseguiu ótimo cruzamento na área e Jaqueline apareceu em boa condição para estufar a rede e deixar tudo igual em Itaquera. Depois do gol, o Timão cresceu em campo. Com quase 30 minutos, Tamires pressionou a defesa, roubou a bola e bateu alto pela esquerda, obrigando Mayara a desvia a bola alta em escanteio.

O Corinthians pressionava em busca da virada e chegou perto com Gabi Zanotti. A camisa 10 recebeu o cruzamento rasteiro e tentou de carrinho, mas o desvio saiu pela linha de fundo em tiro de meta.

O Internacional teve boa chegada em velocidade, mas Lelê deixou o gol para afastar o perigo. No lance seguinte, em cobrança de escanteio, o cruzamento na área acabou em cabeceio bem defendido pela arqueira corinthiana sem muitas dificuldades.

A equipe corinthiana seguia trabalhando a bola e busca de boas oportunidades. Yasmim conseguiu outro bom lançamento e colocou Jaque em boa posição pela direita, mas o passe para Adriana foi interceptado pela defesa.

Já nos minutos finais, em cobrança de falta, a bola foi levantada na área corinthiana e encontrou Adriana, que tentou o domínio e o chute, mas foi desarmada. Pouco depois, em cobrança de escanteio, o chute da camisa 16 foi travado, mas a sobra encontrou Jheniffer dentro da área. Ela dominou e bateu, mas mandou para fora.

O Timão criou com perigo mais uma vez, aos 43 minutos, quando Gabi Portilho interceptou o passe no meio de campo e invadiu a área. Ela deixou duas marcadoras no chão e cruzou, mas a defesa afastou. Pouco depois, a camisa 18 voltou a chegar e novamente venceu a marcação, agora para finalizar, mas Mayara fez a defesa.

Já nos acréscimos, o Corinthians conseguiu o que seria o cenário perfeito e virou o jogo ainda antes do intervalo. O cruzamento vindo da direita na pequena área foi desviado pelo alto por Diany, que estufou a rede.

Segundo tempo

O Corinthians voltou a para o segundo tempo com uma alteração: Andressa deu lugar para Tarciane. E, a exemplo da etapa inicial, o Timão precisou de poucos minutos para voltar a balançar a rede. O lançamento na área encontrou Gabi Portilho, que só ajeitou para Vic Albuquerque marcar o terceiro gol corinthiano.

A equipe alvinegra seguia pressionando em busca de mais gols. Depois de muitas trocas de passe, Tamires conseguiu o cruzamento pela esquerda e Tarciane tentou o desvio de cabeça, mas a bola passou e sobrou com a defesa do Internacional.

Com pouco mais de dez minutos, o Timão voltou a tentar o gol. Vic Albuquerque pressionou a saída de bola adversária e conseguiu o passe para Adriana, que ajeitou para Gabi Zanotti na entrada da área. A camisa 10 bateu rasteiro, mas mandou para fora.

Pouco depois, uma confusão na zaga do Internacional fez o Corinthians quase marcar novamente. Adriana e Vic pressionaram a saída e Mayara saiu do gol para tentar afastar o perigo, mas foi vencida pelas corinthianas. O desvio raspou a trave, mas saiu em tiro de meta.

O Corinthians era superior e, além de ter a posse de bola, pressionava o Internacional com perigo. Por duas vezes seguidas, o Timão chegou com Gabi Portilho e Jaque, mas no primeiro lance Mayara defendeu e, no segundo, a corithiana buscou acionar Adriana, que não chegou na bola.

Com quase 30 minutos, Gabi Portilho recebeu o passe de Vic Albuquerque e bateu de primeira na entrada da área, mas mandou por cima do gol. Pouco depois, Arthur Elias mexeu na equipe e colocou Gabi Morais no lugar de Gabi Zanotti,

Minutos mais tarde, um momento histórico foi confirmado. Os autofalantes da Neo Química Arena anunciaram41.070 torcedores presentes, confirmando o recorde de público da modalidade no Brasil.

Pouco depois, o Timão tentou mais uma vez. Agora, a finalização rasteira passou pela direita de Mayara. Em seguida, quem precisou trabalhar foi Lelê, que defendeu finalização alta pela esquerda e afastou o perigo. Já nos minutos finais, a atacante Lelê chegou com perigo pela direita e chutou alto, mas mandou por cima do gol.

A torcida já fazia festa quando o último gol aconteceu. Já nos acréscimos, Jheniffer deu números finais ao jogo. Em cruzamento de Jaqueline, pela direita, a camisa 9 estufou as redes e marcou o quarto do Timão. Título com goleada, Fiel!

Saiba mais sobre o veículo