Convocados às pressas, jogadores embarcam rumo ao Equador para defenderem o Flamengo na Libertadores

Logo: Coluna do Fla

Coluna do Fla

Imagem do artigo: Convocados às pressas, jogadores embarcam rumo ao Equador para defenderem o Flamengo na Libertadores

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

Ainda no Equador para seu próximo compromisso na Libertadores, o Flamengo divulgou, no último domingo (20), que seis atletas de seu elenco testaram positivo para Covid-19. Apesar do clube não ter divulgado os nomes dos infectados, rumores dão conta de que são: Bruno Henrique, Michael, Isla, Matheuzinho, Filipe Luís e Diego Ribas. Além disso, o Fla tem três jogadores machucados (Diego Alves, Pedro Rocha e Gabriel Barbosa), e um suspenso (Gustavo Henrique).

Totalizando 10 desfalques até então, a alternativa que o Mais Querido encontrou foi mandar quatro atletas que estavam no Rio de Janeiro para se juntarem à delegação no Equador. Os escolhidos foram: os atacantes Rodrigo Muniz e Guilherme Bala, o lateral-esquerdo João Lucas e o zagueiro Natan. A informação foi divulgada inicialmente pelo jornalista Venê Casagrande.

Recuperado da lesão muscular que sofreu na partida contra o Grêmio, na quarta rodada do Campeonato Brasileiro, João Lucas voltou a ser relacionado por Domènec Torrent. O jogador, que herdou a camisa 13 de Rafinha, chegou a ser titular antes da chegada de Isla. No entanto, após se machucar, teve que ficar em tratamento junto ao departamento médico.



O quarto escolhido pelo técnico catalão, viaja ainda nesta segunda-feira (21), uma vez que o Flamengo entra em campo nesta terça (22), para encarar o Barcelona de Guayaquil. O duelo, marcado para às 19h15 (horário de Brasília), acontece no estádio Monumental, com transmissão dos canais Fox Sports. Vale lembrar que o Fla ocupa a segunda colocação do Grupo A, com seis pontos. A equipe equatoriana, zerada, está na lanterna.