Comentarista vê Corinthians com possibilidade de títulos em 2021 caso mantenha base da atual equipe

Logo: Meu Timão

Meu Timão

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/crop/face?h=810&image=https%3A%2F%2Fcdn.meutimao.com.br%2Ffotos-do-corinthians%2Fw941%2F2021%2F01%2F13%2Fjogadores_do_corinthians_comemoram_gol_contra_o_nt3x.jpg&q=25&w=1080

O Corinthians vive um bom momento no Campeonato Brasileiro. Após golear o Fluminense por 5 a 0 na última quarta-feira, a equipe do Parque São Jorge venceu o quarto duelo seguido e agora soma sete rodadas sem derrota. A evolução da equipe faz com que o ex-jogador e comentarista Ricardo Rocha acredite em títulos na temporada 2021.

Em participação no Fim de Papo, do Uol Esporte, Ricardo Rocha valorizou as chegadas de Cazares, Otero e Fábio Santos para compor o elenco. Além disso, o comentarista citou que, se mantida a base da equipe e com contratações pontuais, o Timão terá um 2021 promissor.

"A chegada desses jogadores do Atlético-MG, com vontade, olha, se o Corinthians mantém essa base e uma ou duas contratações, eu estou falando isso hoje, duas ou três ali com a garotada, luta para todos os títulos no futebol brasileiro, Copa do Brasil, Campeonato Brasileiro, com o que se tem já aí, com o que se tem já aí é um time que vai dar muito trabalho para esse ano", disse o comentarista.

Ricardo Rocha também valorizou os jogadores que são de extrema importância para o Timão, como os veteranos Cássio e Fagner. O comentarista também ressaltou a chegada de Jemerson, que agrega muito para a zaga alvinegra.

"O grande sucesso do Corinthians para mim passa realmente por jogadores importantes dentro do vestiário, e um desses jogadores, eu vou falar de alguns, Cássio, Fagner e Gil, e a chegada do Fábio Santos, que jogou muito tempo com eles. Aí você traz o Jemerson, que é muito bom jogador, são dois jogos já com Jemerson e dois jogos em que não toma gol. Aí você tem um Cantillo, que começa a jogar bem", afirma Ricardo.

Por fim, Ricardo Rocha valorizou o trabalho realizado por Vagner Mancini. O treinador conseguiu recolocar a equipe nos trilhos e trazer o melhor de muitos atletas que não vinham agradando a Fiel.

"O Corinthians tem uma coisa que é muito fácil de ser resolvida, começa de trás para a frente, não inventa. Foi o que o Mancini fez, fazendo a defesa, se organizando atrás. O Corinthians não era de tomar muito gol, de uma hora para outra, em dez anos, ‘não, a gente tem que jogar igual ao Guardiola’. Não aconteceu nada, não vai jogar igual ao Guardiola, não vai, porque tinha uma maneira de jogar", disse Ricardo.

"Claro que você vai melhorar. Hoje, com o Mancini, ela está melhorando, mas olha a defesa, raramente toma gol, é uma defesa muito forte e isso você não pode perder. Você já não tomando gol, isso é maravilhoso para uma partida de futebol. Você não tomando gol, no mínimo, é um 0 a 0, então o Corinthians sempre teve uma boa defesa", finalizou.

O Timão sofreu apenas um gol nos últimos sete jogos. A equipe chegou aos 42 pontos no Brasileirão e ocupa a oitava colocação na tabela tendo um jogo a menos. Dessa forma, o Corinthians encara o Palmeiras (partida atrasada da 28ª rodada) na próxima segunda-feira. O rival tem 47 pontos e é o último colocado no G6.