Com guerra no Equador, Conmebol analisa duas novas cidades para sediarem a final da Libertadores, afirma jornal | OneFootball

Com guerra no Equador, Conmebol analisa duas novas cidades para sediarem a final da Libertadores, afirma jornal

Logo: Mercado do Futebol

Mercado do Futebol

Segundo informações do jornal O Dia, a Conmebol tem como ‘plano B’ a cidade de Córdoba na Argentina e observa cidades na Colômbia

A grandiosa final da Copa Libertadores de 2022 está marcada para Guayaquill, no Equador e pode mudar de lugar em breve. Isto porque, a cidade equatoriana está em estado de emergência, por conta da grande violência no local. Neste domingo (14), uma explosão matou cinco pessoas e deixou ao menos 26 feridos. Segundo o ministro do interior do Equador, Patricio Carillo, a violência é uma “declaração de guerra ao Estado”, feita por gangues locais.

A CONMEBOL, responsável pela organização do torneio, ainda não se pronunciou sobre a grande final e, até o momento, o jogo está mantido para Guayaquil. Porém, segundo informações do Jornal O Dia, a entidade sul-americana está de olho em duas novas localidades para sediarem o torneio continental.

De acordo com a fonte, as opções da Conmebol são a cidade de Córdoba, na Argentina, que sediará a final da Copa Sulamericana, e a entidade também analisa uma cidade colombiana, ainda não revelada, para poder reaproveitar algumas estruturas da Copa América Feminina deste ano.

A grande decisão será no dia 29/10, e terá uma equipe brasileira na final, já que existem três clubes brasileiros nas semifinais do torneio: o Palmeiras, o Flamengo e o Athletico-PR. O outro semifinalista é o Vélez Sarsfield, da Argentina.

Foto de Getty Images

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo