Com golaço de falta de Odegaard, o Arsenal venceu o Burnley fora de casa

Logo: Trivela

Trivela

Enfrentar o Burnley no Turf Moor costuma ser complicado. Mas não para o Arsenal. Entrou em campo neste sábado com um bom retrospecto fora de casa contra os Clarets. A última derrota foi em 2008, antes da chegada de Sean Dyche, com quatro vitórias e três empates nesse período. Acrescentou mais um triunfo à conte, neste sábado, por 1 a 0, graças a um bonito gol de falta de Martin Odegaard.

O prodígio norueguês foi contratado em definitivo após impressionar durante os meses em que foi emprestado pelo Real Madrid ao Arsenal na temporada passada. Começou jogando em um meio-campo mais solto montado por Mikel Arteta, com apenas um volante, Thomas Partey, e dois meias, Odegaard e Emile Smith-Rowe.

Aaron Ramsdale, titular pela segunda vez seguida na Premier League, precisou fazer apenas uma defesa no primeiro tempo, e o Arsenal não acertou nenhuma outra finalização no alvo antes do intervalo, além da cobrança de falta de Odegaard, de perna esquerda, aos 30 minutos.

Perto da pausa, Pépé rolou da direita para Smith-Rowe chegar batendo de primeira, mas mandou por cima do travessão de Nick Pope. Smith-Rowe teve uma boa chance no começo da etapa final, após receber de Aubameyang dentro da área. O chute, porém, saiu fraco. Ramsdale fez boa defesa em uma batida colocada de Maxwel Cornet, que não pegou muita curva.

Aos 23 minutos, o torcedor do Arsenal levou um susto. Ben recuou mal para Ramsdale, e Matej Vydra interceptou. Chegou a dominar, mas foi desarmado por Ramsdale e caiu. Em um primeiro momento, o árbitro marcou pênalti, mas, após checar o monitor, reverteu a decisão.

Com 12 finalizações, o Burnley teve mais volume de jogo no segundo tempo, sofrendo para criar chances claras de gol, e o Arsenal manteve a apertada vitória, sua segunda nesta temporada da Premier League.

.

.

Standings provided by SofaScore LiveScore

Mencionados neste artigo
Saiba mais sobre o veículo