🤔 Clubismo OF: Quem foi o melhor jogador brasileiro depois de Pelé?

Logo: OneFootball

OneFootball

Carter Batista

Imagem do artigo: 🤔 Clubismo OF: Quem foi o melhor jogador brasileiro depois de Pelé?

Partimos aqui do pressuposto insofismável de que Pelé é melhor e maior jogador brasileiro da história. Para quem é o o melhor e maior da História, o ser também no Brasil é um consectário lógico.

Mas vamos concentrar nosso assunto hoje no quesito qualidade: técnica, individual, domínio dos fundamentos do jogo. Ou seja, vamos tentar definir aqui aquele que tem ou teve mais garrafas para vender na feira. Simples assim, embora a tarefa seja complicadíssima.

O futebol brasileiro é um celeiro de craques. Sempre foi. Um manancial inexaurível de qualidade que é admirado no mundo inteiro. Por isso, apontar apenas um nome é uma desafio covarde em sua própria essência.

Mas vamos ao que interessa: há de chegar talvez o dia em que essa resposta será unânime e será apenas Neymar. Mas por diversas razões esse dia ainda não chegou.

O fato da trajetória de Neymar no futebol ainda estar acontecendo impede o devido distanciamento do objeto (que é vital para esse tipo de análise), além de todos termos a certeza de que o adulto Ney ainda não atingiu o auge de sua carreira. O melhor de Neymar ainda está por vir.

Assim, o método que elegi para dissecar a questão foi compartimentá-la em décadas. Assim trago o nome de seis jogadores que foram incríveis em suas respectivas décadas: Rivelino nos anos 70; Zico nos anos 80; Ronaldo e Romário nos anos 90; Ronaldinho nos anos 2000 e o próprio Neymar nos anos 2010.

Todos eles tem uma certa proximidade com o Rei: Rivelino ganhou o tricampeonato mundial ao lado de Pelé; Zico jogou contra e no time de Pelé em partidas amistosas; Romário disse que o Pelé calado era um Poeta; Ronaldo recebeu a taça do pentacampeonato das mãos do Pelé; Ronaldinho foi reverenciado por Pelé e o Neymar carregou o Pelé no colo. Quem viu não esquece.

Dos seis eleitos, apenas Zico e Neymar (ainda) não conquistaram uma Copa do Mundo, mas mesmo assim estão no TOP Five dos maiores goleadores da história da Seleção. Como o objetivo não é definir o MAIOR Brasileiro depois do Pelé (pois aí seria o Garrincha), os títulos conquistados têm menor relevância no deslinde da questão.

Desses todos, Zico foi o mais completo, o que melhor dominou os múltiplos fundamentos do futebol. O maior especialista foi Romário, exímio finalizador, o Gênio da grande área. Ronaldo foi atrapalhado por lesões muito sérias, mas foi o que mais mudou o jogo (existe um futebol antes e depois de Ronaldo).

Sem mais delongas, considerando tudo que foi dito, chego ao meu veredito: em minha humílima opinião, o melhor jogador brasileiro depois do eterno Edson Arantes do Nascimento foi Ronaldinho.

O auge de Ronaldinho durou muito pouco, mas foi muito intenso. Nas palavras de Napoleão, “os homens de gênio são como meteoros, destinados a queimar para iluminar o século.” Ronaldinho foi assim, um meteoro que rasgou o céu do futebol e também mudou o cenário para sempre. Seu auge técnico foi insuperável.

Aliás, Ronaldinho foi tão bom que, talvez, a pergunta devesse ser: quem foi o melhor jogador brasileiro depois de R10?