Ceni exalta vitória, mas detona atuação do árbitro pelas expulsões do São Paulo | OneFootball

Ceni exalta vitória, mas detona atuação do árbitro pelas expulsões do São Paulo

Logo: Esporte News Mundo

Esporte News Mundo

O São Paulo foi até o Chile enfrentar a Universidad Católica e venceu por 4 a 2 em uma partida maluca de três expulsões e seis gols. Após o jogo, o técnico Rogério Ceni detonou a atuação do árbitro e disse que as expulsões para o lado da equipe paulista foram vergonhosas.

– No fim, quando vai cumprimentar o árbitro, ele dá a bênção aos jogadores deles. Claro, pode, é respeitoso. Mas, não sei, três jogadores expulsos nossos, abraços, beijos… Quando um de nós foi cumprimentá-lo, ele diz que: “você eu não cumprimento”. É estranho […] Não queremos falar de arbitragem, mas temos que repensar, temos que ter mais força na confederação sul-americana. Eu me recordo de uma época em que a gente tinha força, mas hoje não temos e sofremos muito – reclamou Ceni.

Foram três jogadores expulsos do São Paulo: Igor Vinicius, Rodrigo Nestor e Calleri, respectivamente. Nas redes sociais, torcedores também reclamaram dos cartões amarelos que antecederam as expulsões e Ceni não quis se pronunciar sobre a primeira, que foi do lateral Igor.

– As expulsões, quando se fala de competições como a Conmebol, é melhor não falar sobre arbitragem, porque são circunstâncias que se voltam contra você. A gente viu o que se passou no campo. A primeira expulsão foi uma vergonha… Mas vamos desfrutar das coisas boas de hoje e tentar estar bem – disse Rogério Ceni.

+ Para saber tudo sobre o São Paulo, siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram

Além de toda confusão e de tudo o que aconteceu na partida, Rogério Ceni exaltou a vitória no Chile. Já somavam seis partidas que a equipe não vencia fora de casa juntando todas as competições.

– Eu creio que a vitória foi muito importante; A gente poderia ter um resultado melhor se fosse 11 contra 11. Mas jogamos fora, uma equipe grande, não é qualquer equipe com um grande treinador, jogadores que trabalharam comigo, como o Isla. Saímos felizes com a dedicação e tudo que deixamos em campo. Deixamos tudo – disse.

– Temos jogo domingo e depois na volta temos que ver os jogadores. Nós temos poucos, então após o jogo de hoje temos que pensar muito bem. Tem a Copa do Brasil e a volta aqui pela Sul-americana. Isso é o mais difícil. Vamos desfrutar – finalizou.

O São Paulo volta aos gramados no domingo (3) contra o Atlético-GO, no estádio Antônio Accioly, às 16h (Horário de Brasília), pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo