Brasileirão 2020 já supera 2018 e 2019 em demissões de técnicos

Logo: MaisQueUmJogo - MQJ

MaisQueUmJogo - MQJ

Imagem do artigo: Brasileirão 2020 já supera 2018 e 2019 em demissões de técnicos

Com a demissão de Tiago Nunes do comando técnico do Corinthians, na semana passada, o Campeonato Brasileiro chegou a sete demissões de treinadores. O número supera edições anteriores da competição, sobretudo considerando que a competição tem apenas 10 rodadas realizadas. Vale lembrar que nem todos os clubes jogaram dez vezes ainda, em razão de alteração relacionadas à pandemia de Covid-19.

Na quarta rodada caíram Eduardo Barroca, do Coritiba e Ney Franco, do Goiás. Na quinta, Daniel Paulista, do Sport e Dorival Júnior, do Athletico, na sexta foi a vez do Bragantino dispensar Felipe Conceição e na sétima de Roger Machado sair do Bahia.

Leia também

O Brasileirão de 2020 superou as duas edições anteriores. Em 2018 e em 2019, depois de muitas críticas, os clubes frearam as demissões. No ano passado, nessa mesma altura, só havia ocorrido quatro mudanças. No entanto, na edição anterior, seis técnicos foram demitidos até a 10ª rodada.