Bola parada resolve! Flamengo leva gol nos acréscimos e Ceará ganha fôlego para sair da zona de rebaixamento | OneFootball

Bola parada resolve! Flamengo leva gol nos acréscimos e Ceará ganha fôlego para sair da zona de rebaixamento

Logo: 90min

90min

A Arena Castelão recebeu 50 mil torcedores neste sábado (14) e quem foi ao estádio acompanhou um jogo no qual Flamengo e Ceará interromperam a sequência de derrotas com um placar de 2 a 2 que foi decidido apenas nos instantes finais e pouco altera a posição dos times no Brasileirão.

O jogo foi bastante pegado. A arbitragem capitaneada por Luiz Flávio de Oliveira optou por controlar os ânimos com faltas e distribuiu 10 cartões amarelos, metade para cada lado. Três dos quatro gols saíram em jogadas de bola parada e o rubro-negro esteve duas vezes à frente do placar, mas cedeu o empate.

O Fla começou a todo vapor, trocando passes de pé em pé, e com muita intensidade, tanto que abriu o placar com menos de 10 minutos, após cobrança de escanteio de Arrascaeta e cabeçada certeira de Willian Arão infiltrado no meio da defesa. O Ceará tomou um baque logo em sequência, quando Vina sentiu lesão na panturrilha esquerda e imediatamente colocou gelo no local ao deixar o campo substituído por Zé Roberto. O time insistia em lançamentos para ele ou Mendoza, autor do gol de empate. O colombiano fez jus ao apelido de Speedy ao receber um lançamento e partir em velocidade pela esquerda. A conclusão veio em um chute cruzado. O rubro-negro voltou à frente do placar ainda na primeira etapa, em um lance muito semelhante ao primeiro, com assistência do uruguaio e conclusão do camisa 5, a diferença é que o cruzamento veio após cobrança de falta pela esquerda.

O time carioca quase ampliou no início do segundo tempo, principalmente quando Pablo apareceu no meio da área e carimbou o travessão de João Ricardo. O técnico Dorival Jr mexeu no time e deu certo, tanto que quase empatou em cabeçada de Iury Castilho que Matheusinho salvou em cima da linha. A pressão alvinegra deu resultado quando Nino Paraíba cobrou falta com perfeição pela esquerda, encobriu Hugo e a bola entrou na lateral da rede.Ainda teve um lance polêmico quando estava 2 a 1 em que Gabigol pediu pênalti após dividida com Richardson dentro da área, mas o árbitro nada marcou e o VAR também não interferiu,

Olho neles

Trës jogadores sentiram problemas físicos no lado rubro-negro - Bruno Henrique saiu no segundo tempo, acusando cansaço, Arrascaeta pediu para sair, mas o time já tinha esgotado o limite, e Rodrigo Caio levou uma pancada no tornozelo esquerdo e também jogou no sacrifício, inclusive trocando de posição com Arão na reta final.

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo